Publicidade

cotidiano

Baep fecha laboratório de cocaína e prende dupla em Ribeirão

Após denúncia anônima, foram apreendidos 20,4 kg da droga em comunidade na zona Norte; outras 4 pessoas conseguiram fugir

| ACidadeON/Ribeirao -

Drogas e materiais apreendidos foram levados à CPJ Permanente, no Centro de Ribeirão Preto (Imagem: Divulgação / 11º Baep / Polícia Militar)
Policiais do 11º Baep (Batalhão de Ações Especiais de Polícia) fecharam, na tarde deste domingo (28), um laboratório utilizado para o refino de cocaína, na zona Norte de Ribeirão Preto.  

Na ação, dois homens foram presos por tráfico de drogas, em uma comunidade no bairro Adelino Simioni.

Segundo o boletim de ocorrência (BO), após receberam denúncia anônima, os agentes foram até uma residência e encontraram 20,4 quilos da droga, na avenida Magid Simão Trad.  

LEIA MAIS: Homem tenta furtar caminhonete de policial na frente de delegacia 

Na chegada à comunidade, um cerco policial foi montado.

Neste momento, os policiais abordaram um suspeito que estava com um rádio comunicador. Ele atuava como vigia do ponto de drogas, função conhecida como "olheiro", segundo BO.  

Em seguida, o cão farejador Bereta foi acionado e levou os policiais até o laboratório.  

No local, um homem acabou sendo abordado. Ele alegou que estava com outras quatro pessoas na casa, atuando no embalo e na venda do entorpecente.  

Até o momento, os demais suspeitos não foram localizados. Ainda conforme o registro, eles deixaram os seus celulares no imóvel

Ao todo, foram encontrados 8,1 quilos de cocaína já prontos para consumo, 4,4 quilos que ainda seriam embalados e 7,9 quilos de pasta base.  

A PM (Polícia Militar) também recolheu 21.690 cápsulas para armazenagem do entorpecente, liquidificador, bacias e balança de precisão.

Autuada em flagrante, a dupla foi conduzida à CPJ (Central de Polícia Judiciária) Permanente, no Centro.  

A Polícia Civil deverá iniciar investigações na tentativa de localizar os outros suspeitos. 

Baep montou cerco policial neste domingo (28), em comunidade de Ribeirão Preto (Imagem: Reprodução 11º Baep / Polícia Militar)

Mais notícias


Publicidade