Publicidade

cotidiano

Jovem de Franca é alvo de operação após invasão de sites na Ucrânia

Ação da Polícia Civil do Ceará foi deflagrada na manhã desta terça-feira (29); houve busca e apreensão na casa do adolescente

| ACidadeON/Ribeirao -

Ação deflagrada pela Polícia Civil do Ceará aconteceu em quatro estados (Foto: Divulgação/PC-CE)
 
A Polícia Civil do Estado do Ceará (PC-CE) deflagrou, na manhã desta terça-feira (29), a "Operação Traceable", contra um grupo de hackers que invadiram sites de universidades da Ucrânia e que publicaram mensagens em favor da Rússia. 

LEIA MAIS - Rússia afirma que vai reduzir ações na capital da Ucrânia
 
De acordo com os investigadores, o fundador do grupo é um adolescente de 15 anos, que mora em Franca, município a 80 quilômetros de Ribeirão Preto. Segundo a PC-CE, a ação teve o objetivo de apreender equipamentos eletrônicos, como HDs, notebooks, celulares e pendrives.  

A ação ocorreu em quatro estados: Paraná, Rio Grande do Sul, Santa Catarina e São Paulo. O grupo, que é suspeito de um ataque ao site do TCE-CE (Tribunal de Contas do Estado do Ceará).  
Os hackers também são investigados por ataques a sites de universidades da Ucrânia, em atos pró-Rússia, e sites governamentais da Indonésia. A delegada Ana Padilha, do Departamento de Inteligência da PC-CE, afirmou que o grupo não tem o objetivo de arrecadar dinheiro. "Eles fazem apenas por direção", disse.  

Ainda segundo os investigadores, o adolescente teria usado seu perfil em uma rede social para enaltecer a invasão e chegou a publicar um tweet em tom sarcástico, segundo a polícia: "avisa ao Zelensky [presidente da Ucrânia] que pegaram o cara errado".

Publicidade