'Situação financeira de minha família é deplorável', diz Dárcy

Ex-prefeita negou ter recebido propina milionária de Zuely Librandi

    • ACidadeON/Ribeirao
    • Cristiano Pavini
Valdinei Malaguti / EPTV
Dárcy chega para audiência no Fórum de Ribeirão Preto; veja mais fotos na galeria (foto: Valdinei Malaguti / EPTV)

 

Combativa, com a voz lembrando os tempos de palanque político, Dárcy Vera negou na manhã desta terça-feira o recebimento de R$ 7 milhões de propina de Zuely Librandi. "A situação financeira da minha família hoje é deplorável", alegou.

VEJA FOTOS DA CHEGADA DE DÁRCY AO FÓRUM  

VEJA TAMBÉM: 'Vou provar minha inocência, se Deus quiser', diz Dárcy Vera

Ela disse que as filhas dividem aluguel em São Paulo, que a mãe e a irmã trabalham e que não consegue pagar o financiamento de sua casa em razão dos bens bloqueados.

"Alguém que tem sete milhões vai ficar pedindo cinco mil, dez mil, de empréstimos?", afirmou Dárcy, se referindo ao dinheiro que, segundo ela, pegou emprestado de Zuely.

A ex-prefeita assumiu hoje, pela primeira vez, que recebeu dinheiro da advogada. Citou cerca de R$ 120 mil a título de empréstimos, em dinheiro vivo.

"Não falei antes pois tinha vergonha. Era muito constrangedor para mim. Iria pagar quando acabasse o meu mandato", disse Dárcy, dizendo que o dinheiro serviria para pagar "despesas pessoais", como cartão de crédito.

Como perfeita, ela recebia cerca de R$ 13 mil líquido ao mês.

Dárcy optou por nao responder às perguntas do Gaeco e do juiz Lúcio Ferreira, da 4 Vara Criminal.

Mesmo assim, o promotor Frederico Camargo fez questão de deixar registrado que Dárcy emprestou , em 2010, R$ 60 mil de dois empresários donos de um Supermercado, e que na ocasião foi feito contrato de empréstimo e depósito registrado em sua conta bancária.

Com Zuely, porém, os alegados empréstimos teriam sido feitos em dinheiro vivo, sem contrato formal nem declaração no imposto de renda. Dárcy também negou possuir imóveis ou contas no exterior.

"Misturaram muita mentira com verdades. Nunca sequer pisei em Miami", disse, reforçando que também não conhece a fazenda de Zuely Librandi em Cajuru.

Na tarde desta terça-feira, Zuely Librandi será interrogada. Ela vai falar sobre os cheques que distribuiu com dinheiro dos honorários.

Darcy ressaltou, também, que o acordo que resultou nos honorários advocatícios pagos a Zuely foi analisado pelo corpo jurídico e técnico da prefeitura.

Ela disse que análise interna apontou economia para os cofres públicos, com redução de 6% para 3% no juros do acordo dos 28,35%, que passaram a ir para a conta de Zuely, e não mais dos servidores.

"O dinheiro era do servidor, não dá prefeitura", disse, alegando que não houve crime de peculato.

Segundo Wagner Rodrigues, em delação premiada, Darcy assinou o acordo em troca de propina.

"Estou presa por causa de uma delação mentirosa, longe de minha família e das minhas filhas. E o delator está solto", criticou Darcy.
 

ACidade ON acompanha os depoimentos.


 


7 Comentário(s)

Comentário

valter oliveira

Publicado:

olha o salario dela olha quanto tempo ela fico e agora diz faltar dinheiro a me erra eu me viro com um salario minimo ainda sobra essa ladra deve pagar muito mais do q vai ser porem a gente sabe como e justiça no brasil prende hoje solta amanha infelizmente pessoas como eu não conseguiria de modo algum ganhar nada pra representar o povo senão daria uma aula de como gerenciar um cidade pra essa cambada de safado de terninho

Comentário

William Moura

Publicado:

Me lembro da Darcy se ajoelhando aos pés de uma mãe que tinha acabado de perder sua filha adolescente em decorrência de desmandos e falta de investimentos na saúde publica. Um caso emblemático à epoca. Portanto, que retorne para a cadeia e lá permaneça por muitos anos.

Comentário

Ivete Maria Ponciano do Nascimento de oliveira

Publicado:

Estou indignada com tantas mentiras,muito boazinha essa advogada, ela poderia emprestar sem volta do dinheiro para os funcionários que ficaram sem seu pagamento correto devido a tanto roubalheira, devido a esses empréstimos, querem descontar em nossos salários,vai lá justiça e traz de volta tudo o que é da prefeitura e não nossos salários, apesar que as plásticas viagens e demais ostentações feita por essa mulher não tem como voltar né? Obrigada , desculpa pelo desabafo ,estou indignada em ver tantas injustiças com o meu salário .

Comentário

Hans Bonini

Publicado:

Não tinha dinheiro mas pagava 20 mil por mês pro Pai de Santo. Conforme mostra notícia da mesma época em que a mesma foi presa. OK...

Comentário

Rodrigo

Publicado:

Ela tinha tanto problema financeiro que pagava um guru....isso foi noticiado na mídia.....agora vai plantar Gilo com o genro em sua Fazenda em Minas. ..

Comentário

Divaldo Antonio de Oliveira

Publicado:

Tivesse realmente vergonha não seria o traste que é. Se a situação familiar é caótica procure ver em que situação deixou a cidade enquanto esbanjava arrogância e declarava: "Minhas empresas vão bem obrigado". Cínica, esta expiando apenas um pouco do muito que merece.

Comentário

adjair

Publicado:

e prova-se a verdade sobre o ditado popular: quando ela dava aos secretários e secretarias bons empregos e aos amigos cade eles agora amigos so na hora boa vamos ajudar ai moçada a familia esta precisando ,ou voces sambem de alguma coisa que nem o promotor conseguiu descobrir