Operação prende advogados suspeitos de golpe em Ribeirão Preto

Segundo a polícia, caso a fraude continuasse, prejuízo aos bancos poderia chegar a R$ 100 milhões

    • ACidadeON/Ribeirao
    • Lucas Catanho
Mariana Martins / A Cidade
MP e Polícia Civil cumprem mandados de prisão em Ribeirão Preto; veja mais fotos na galeria (foto: Mariana Martins / A Cidade)

 

Uma operação deflagrada pelo Ministério Público e pela Polícia Civil cumpre na manhã desta quinta-feira (11) sete mandados de prisão preventiva contra quatro advogados e donos de escritórios administrativos suspeitos de fraudes processuais.

Segundo apurações iniciais do ACidade ON, eles são acusados de aplicar golpes reclamando na Justiça diferenças salariais referentes ao Plano Verão. A operação cumpre ainda 13 mandados de busca e apreensão nas residências dos suspeitos e em quatro escritórios, um de advocacia.

VEJA FOTOS

A operação foi denominada Têmis, a deusa da Justiça, utilizada como símbolo do direito. A investigação apontou que foram distribuídas inúmeras ações judiciais cíveis, em diferentes comarcas do Estado, reclamando essas diferenças, mas os reclamantes, na verdade, não eram os verdadeiros correntistas. 

Para dificultar a descoberta da fraude, os advogados solicitavam segredo de Justiça nas ações. A investigaçã apurou que os acusados ingressaram com ações em nome de autores com nomes comuns, com diversos homônimos, sem vínculo pessoal ou profissional com o município onde foram distribuiídas as ações.  

Segundo a Polícia Civil, a fraude processual induziu a erro o Poder Judiciário e poderia acarretar um prejuízo estimado aos bancos em R$ 100 milhões.

Os nomes dos suspeitos presos, que estão sendo conduzidos à DIG (Delegacia de Investigações Gerais), devem ser divulgados após coletiva de imprensa a ser realizada nesta quinta-feira (11).

Participam da operação nove delegados de polícia, seis promotores de Justiça, 33 investigadores da Polícia Civil e 13 viaturas.

Os presos serão encaminhados ao Centro de Detenção Provisória de Ribeirão Preto.

Representantes da Comissão de Prerrogativas da OAB (Ordem dos Advogados do Brasil) acompanham a operação para garantir os direitos dos advogados.


 

 


5 Comentário(s)

Comentário

MIGUEL ANGELO PACCAGNELLA

Publicado:

Como sou ribeiropretano, nascido e criado, em Ribeirão Preto, gostaria de saber os nomes desses advogados, que sujam o nome dos outros colegas da mesma profissão. Ja comprovada a ilegalidade das transações deles, a imprensa deve agora publicar a foto e os nomes desses..para conhecimento geral.

Comentário

Camila Pinto

Publicado:

Homero.. no site da EPTV senao me engano tem.

Comentário

Divaldo

Publicado:

A OAB esta preocupada com o direito dos advogados. O direito das vitimas não importa né?

Comentário

Lígia

Publicado:

Tinha q dar nomes sim, bandido é bandido!

Comentário

homero evaristo de oliveira

Publicado:

acho que deveriam dar nomes aos bois para a população ficar alerta e não cair de novo