cotidiano

SP aguarda ser notificado para iniciar 4ª dose em pessoas acima de 50 anos

Ministério da Saúde anunciou que vai autorizar 4ª dose da vacina para população dessa faixa etária; 5ª dose aos idosos começou a ser aplicada no estado de São Paulo

| ACidadeON/Ribeirao -

SP aguarda ser notificado para iniciar 4ª dose em pessoas acima de 50 anos - (Foto: Fernanda Sunega/PMC)
 

A Secretaria Estadual da Saúde informou nesta quinta-feira (2), que ainda aguarda ser notificado pelo Ministério da Saúde, para iniciar a aplicação da 4ª dose (2ª dose de reforço) da vacina contra a covid-19 em pessoas a partir de 50 anos.     

O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, anunciou hoje que a pasta vai autorizar a 4ª dose ao público dessa faixa etária. Até agora, só havia autorização para aplicação em idosos com 60 anos ou mais e imunossuprimidos.

Em nota ao portal acidadeon, a Secretaria da Saúde de Ribeirão Preto disse que tomou conhecimento do assunto pelo Ministério da Saúde e aguarda as orientações da Secretaria de Saúde do Estado de São Paulo.   

O que se sabe sobre a 5ª dose 

A 5ª dose (3º de reforço) começou a ser aplicada nesta semana no estado de São Paulo em idosos acima de 60 anos, com alto grau de imunossupressão. 

A capital paulista e cidades da região de Campinas (SP), como a própria metrópole, Hortolândia (SP), Americana (SP) e Sumaré (SP), já anunciaram o início da aplicação da dose de reforço.  

Em Ribeirão Preto, a Secretaria Municipal da Saúde, disse que ainda aguarda orientações da Secretaria de Saúde do Estado de São Paulo para iniciar a vacinação da quinta dose. 

O intervalo entre as doses é de quatro meses e a pasta reitera a importância da conclusão do esquema vacinal para garantir a proteção contra a Covid-19, com pelo menos duas doses. Confira nota na íntegra abaixo: 

''São Paulo iniciou nesta segunda-feira (30) a aplicar a terceira dose de reforço contra Covid-19 para pessoas imunossuprimidas acima de 60 anos, conforme definições do Ministério da Saúde. O intervalo entre as doses é de quatro meses.A Secretaria de Estado da Saúde reitera a importância da conclusão do esquema vacinal para garantir a proteção contra a Covid-19, com pelo menos duas doses.São Paulo é o estado que mais vacina no Brasil contra a doença e tem cerca de 87,8% da população imunizada com duas doses. Os municípios de SP já aplicaram mais de 111 milhões de doses de vacina' 

Intervalo entre doses da vacina contra a covid-19 é de quatro meses - (Foto: Carlos Bassan/PMC)

Publicidade