Aguarde...

ACidadeON Ribeirão Preto

Ribeirão Preto
mín. 20ºC máx. 36ºC

cotidiano

Primeira aula da professora Heloísa foi no Otoniel Mota há 44 anos

No colégio centenário, ela viu alunos se tornarem pedagogos, músicos, artistas renomados, profissionais diversos, orgulhosa em poder compartilhar conhecimento

| ACidadeON/Ribeirao

Professora Heloisa já passou três décadas nas salas de aula do Otoniel Mota (Foto: Weber Sian / ACidade ON)
Quando Heloísa Martins Alves atravessa o enorme portão de ferro da Escola Estadual Otoniel Mota, Centro de Ribeirão Preto, os problemas ficam lá fora, do outro lado da calçada. Ali, a professora ocupa a mente com a cultura e a educação que tanto ama.  

Bem por isso, a aposentadoria durou tão pouco tempo. Quatro meses fora do ambiente escolar foram suficientes para ela querer voltar e logo.  

Escolheu a escola onde deu sua primeira aula de Língua Portuguesa e Literatura, 44 anos atrás. De todo esse tempo na docência, estima que cerca de três décadas foram vividas nas salas da Otoniel Mota, complementando as aulas que ministrava em outras escolas.  

"A Otoniel Mota é uma escola realmente especial, porque tem história. Tudo o que tem história se torna especial", diz, com palavras feitas de carinho.  

Viu alunos se tornarem pedagogos, músicos, artistas renomados, profissionais diversos, orgulhosa em poder compartilhar conhecimento. "Eu acredito no poder da educação, da cultura e no poder do ser humano. Quando ele tem oportunidade, quando ele tem voz, faz coisas que nem acredita." 
 
LEIA MAIS 
ACidade ON lança hotsite para valorizar pontos históricos de Ribeirão


Desde que voltou para a escola, já aposentada, em 2006, faz da instituição palco de projetos culturais, espaço de troca e crescimento, atuando como professora, criando e coordenando projetos.  

Começou ali, 13 anos atrás, o Combinando Palavras, que hoje abrange mais de sete mil alunos da rede de ensino, integrando a programação da Feira Nacional do Livro de Ribeirão Preto.  
Adolescentes são convidados a conhecerem autores diversos e a produzirem suas próprias obras inspirados por eles. "A união da cultura com a educação só traz bons resultados."  

A escola, para ela, é parte da casa, quase um quintal. Mora a poucas quadras, o que lhe permite ir e voltar quantas vezes for necessário ao longo de um dia. É, em outras dimensões, parte da alma. Seu lugar preferido de Ribeirão Preto, disparado. "Quando eu entro aqui, esqueço de tudo. Me sinto em casa. É uma alegria muito grande".
 
Primeira aula
 

Heloisa, 66 anos, se lembra com nitidez de detalhes da primeira aula que ministrou: início de tão extensa trajetória. Estava com 21 anos, recém-formada e substituía professores.
A maior emoção foi encontrar seus docentes da faculdade como colegas de trabalho na Otoniel Mota. "Foi a primeira vez que eu pisei em uma sala de aula como professora. Fiquei muito emocionada..."  

Permaneceu ali por cerca de cinco meses, até ser aprovada no concurso do Estado e transferida para uma escola na capital. Atuou também na Secretaria de Cultura e na Secretaria de Esportes e Turismo de São Paulo.  

Voltou para Ribeirão Preto no início da década de 90 e perdeu as contas das escolas pelas quais passou. "Olha, dei aula em quase todas as escolas da cidade para não dizer todas".  

A Otoniel Mota estava sempre na grade, entretanto. Complementava aulas na escola do coração toda semana. E foi ficando, ficando...  

A aposentadoria, tão esperada por alguns, foi suplício para Heloisa. Hoje, já não sente qualquer canseira para levar um novo olhar aos alunos. Imagine na época, aos 53 anos? "A aposentadoria saiu em abril. Quando chegou agosto eu já estava na escola. Não consegui ficar longe...", conta.  

Continua, então, com as atividades dentro e fora de sala. Acredita que a aprendizagem está além da apostila. "A educação é um sentir maior. Muito além dos livros e, às vezes, até fora deles. Não é só chegar na sala de aula e derramar conhecimento. Você precisa conhecer a história daqueles alunos, ouvi-los, entendê-los", vai ensinando.  

Tem, então, seu lugar preferido na escola. Sempre que pode, tira os alunos sala e dá a aula na biblioteca. Ali, organiza palestras, rodas de conversa, atividades que permitam a reflexão. "Essa biblioteca tem mais de 50 mil livros! Os livros trazem um aconchego. Levam a um despertar diferente", traduz o carinho em palavras.  

Quando a escola completou 100 anos, em 2007, ela participou das comemorações, organizou um documentário. Nos 110, em 2017, mais uma vez Heloísa estava lá.  

Até quando? "Sabe, já me perguntaram isso... enquanto eu tiver saúde, estarei aqui." Ajuda a preservar a história do passado e a escrever a história futura, em uma sempre constante troca. A palavra que descreve a escola do coração? Ela escolhe sem dificuldades. "Amor... é só amor..." 
 
Otoniel Mota, antigo 'Gynásio' do Estado (Foto: Weber Sian / ACidade ON)
112 anos de Otoniel Mota* 

A Escola Otoniel Mota, fundada em 1907 com o nome de Gynásio do Estado, foi a terceira instituição de ensino secundário inaugurada no Estado de São Paulo, depois de uma unidade na própria capital e em Campinas. 

Jornais, parlamentos, grêmios: com o nascimento do Gynásio surgem também as primeiras organizações estudantis de Ribeirão Preto. Nas discussões políticas, alunos constituíram opiniões e visões de mundo.
 
Há uma lista de ribeirão-pretanos influentes que tiveram sua formação na escola: advogados, políticos, médicos, jornalistas, funcionários públicos.
O prédio foi tombado em 2010 pelo Condephaat (Conselho de Defesa do Patrimônio Histórico).

*Informações obtidas no livro "Memórias de uma escola: 11 anos do Otoniel Mota", das autoras Adriana Silva e Lilian Rosa.

Você pode ajudar o jornalismo sério

A missão do ACidade ON é fazer um jornalismo de qualidade e credibilidade. Levar informação confiável e relevante, ajudar a esclarecer e entender os fatos, sempre na busca de transformação. E o seu apoio é fundamental. Ajude-nos nessa missão para construir uma sociedade mais crítica e bem informada.

Apoie o bom jornalismo.

Já é assinante? Faça seu login.

Comentários

"O site não se responsabiliza pela opinião dos autores. Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do ACidade ON. Serão vetados os comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. ACidade ON poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios deste aviso."

Facebook

Mais do ACidade ON