Aguarde...

ACidadeON Ribeirão Preto

docon

Oeiras, mas sem zoeiras!

Ideb de Oeiras (PI) pulou de 4 pontos em 2013 para 7,1 pontos em 2018, tornando-se referência em educação pública de qualidade; Confira a coluna de Luiz Puntel

| ACidadeON/Ribeirao

Luiz Puntel é escritor, formado em letras e colunista do portal ACidade ON (Mastrangelo Reino / Arquivo A Cidade)

Quando se fala em índices educacionais, todos concordarão que deixamos muito a desejar. No IDEB, que é o Índice de Desenvolvimento da Educação Básica, o Brasil espera, só em 2022, atingir a pontuação 6, o que o colocaria em uma situação menos vexatória no ranking internacional.  

Agora, é preciso fazer jus e bater palmas quando uma cidade inteira se envolve no processo educacional, de forma a avançar, fazendo com que os índices se modifiquem significativamente. É o que aconteceu com a cidade de Oeiras, no Piauí. Em 2013, o Ideb da cidade do interior piauiense registrava míseros 4 pontos. No entanto, em cinco anos, pularam para 7,1, tornando-se referência em educação pública de qualidade. Isso quer dizer que ultrapassaram a pontuação que o Brasil ainda pretende, se tudo der certo, atingir daqui a três anos.  

E, como conseguiram, em tão pouco tempo, avançar quase o dobro? Tudo pode ser resumido em algumas palavras: compromisso, planejamento, envolvimento, vontade política, tudo isso listado na caderneta escolar da "Seriedade com a Coisa Pública".  

Antes, era o caos, uma zoeira só! Para se ter ideia do descalabro, 7 entre 10 crianças do 5º ano não sabiam ler. A evasão escolar, ou seja, as crianças que não conseguem acompanhar os estudos e abandonam os bancos escolares, era de 32%. Para conseguirem essa mudança, na caderneta escolar da "Seriedade com a Coisa Pública" de Oeiras, constam, entre outras providências, três lições diárias, que são muito poderosas. 

A primeira das lições foi conseguirem a participação da família na educação dos pimpolhos, medida que ninguém discorda que é fundamental. Pais e gestores educacionais, quando se propõem ao diálogo para o bem do ensino, já conseguem um ganho significativo. Outra lição mais que necessária foi a valorização do professor. E valorização, não apenas salarial, mas com constantes capacitações e cursos, tornando-se educadores motivados e dinâmicos.  

Além das crianças terem acesso à merenda balanceada e ao transporte regular, houve o incremento da terceira lição, o incentivo à leitura. E aqui entram os projetos educacionais oriundos da parceria familiar com a direção escolar. Um deles, o "Aprendendo Com", deu aos alunos a oportunidade de conhecerem a fundo autores e mais autores. Da vida e obra de Monteiro Lobato ou de Ziraldo, por exemplo, alunos de vários níveis de leitura, e não mais a tradicional divisão em séries por faixa etária, esmiuçaram tudo: personagens, narrativas, teatralizaram textos, fizeram poesias; enfim, pintaram e bordaram sobre esses e outros autores.  

E por que a divisão em níveis de leitura? Lembram-se que, de 10 alunos da 5ª série, só três sabiam ler? A divisão por faixa etária demonstrou-se inócua, daí a reformulação da grade. Para resumir a revolução que anda acontecendo por lá, e certamente em muitas cidades brasileiras, os oeirenses vão muito bem nas competições estudantis. Só na Olimpíada Brasileira de Matemática são detentores de 18 títulos. Na OBA, Olimpíada de Astronomia e Astronáutica, eles abiscoitaram mais de mil medalhas.  

Enfim, para essa mudança toda, eles foram buscar inspiração na cidade de Sobral, no Ceará, que lidera o ranking de municípios nos anos iniciais do fundamental: nota 9,1. Só que Sobral tem um trabalho de transformação de décadas; Oeiras, como dissemos, começou a transformação apenas há poucos anos.
-------
Puntel, lendo a lista do IDEB por cidades! Ai ai ai!

Comentários

"O site não se responsabiliza pela opinião dos autores. Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do ACidade ON. Serão vetados os comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. ACidade ON poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios deste aviso."

Facebook