ACidadeON Ribeirão Preto

Ribeirão Preto
mín. 20ºC máx. 36ºC

Economia

Ipem autua 4 postos por irregularidades em Ribeirão Preto

Operação encontrou locais que abasteciam veículos com menos combustível do que o marcado nas bombas na cidade

| ACidadeON/Ribeirao

De olho: Funcionário do Ipem-SP realiza trabalho em fiscalização de bomba de combustível em um dos postos que foram alvos da Operação Olho de Lince (foto: Weber Sian / A Cidade)

Quatro postos de combustíveis de Ribeirão Preto foram autuados durante blitz do Ipem-SP (Instituto de Pesos e Medidas do Estado de São Paulo), realizada entre segunda-feira (12) e ontem (13). Os locais apresentaram erro de volume entregue ao consumidor, conhecido como bomba baixa.  

"A cada 20 litros de combustível, o consumidor recebia 160 mililitros a menos", explica o delegado regional do Ipem-SP Luiz Eduardo Galdeano. "As bombas foram interditadas e os postos devidamente autuados, sendo que a multa pode variar de advertência até R$ 1,5 milhão, podendo dobrar o valor em caso de reincidência", reforça.  

Segundo ele, a fiscalização feita em 19 postos de combustíveis da cidade, que integra a Operação Olhos de Lince, tem como objetivo identificar fraudes em bombas de combustíveis, referentes à quantidade, contra o consumidor.  

"Em Ribeirão, 201 bombas foram fiscalizadas. Destas 17 foram reprovadas por troca de mangueira, estado da bomba e erros que não têm prejuízo para o consumidor", informa Galdeano. "Na Semana do Consumidor, a operação tem o objetivo de mostrar se este pode ou não ficar tranquilo durante o abastecimento do seu veículo, se as bombas estão corretas e se há indícios de fraudes", completa.  

Para o pedreiro Magno Donizete Mencucini, 59, saber que um posto de combustível foi fiscalizado dá mais segurança ao consumidor.  

"Quando abasteço em postos que não conheço, sempre tenho o receio de pagar por uma quantidade que não estou recebendo ou pelo combustível não ser de qualidade", diz. "Fico desconfiado e atento, pois a qualquer problema nunca mais volto ao posto em questão", reforça Mencucini. Ele costuma de abastecer o veículo em um posto da avenida Antônia Mugnatto Marincek (zona Leste), que foi alvo da fiscalização de ontem do Ipem-SP. O local não apresentou nenhuma irregularidade.
 
Qualidade  

Eduardo Barro, proprietário do posto onde Magno Mencucini abastece, foi supreendido pela fiscalização. "Acho que é muito importante, pois garante tranquilidade aos nossos clientes, já que o posto é sempre fiscalizado", frisa. "Porém, independente de ter ou não fiscalização, buscamos trabalhar sempre com qualidade. E agora todo este trabalho foi comprovado após passar por fiscalização", reforça.  

O IPEM-SP irá compilar todos os dados da fiscalização em Ribeirão Preto e o resultado sobre os postos fiscalizados e irregularidades encontradas tem previsão de ser divulgado amanhã (15). 

Autuações sobem 300%  

Segundo Luiz Eduardo Galdeano, delegado regional do Ipem-SP, no primeiro trimestre de 2017 foram registradas três autuações em postos de combustíveis na cidade, ante 14 no mesmo período. O aumento é de 366%.  

Em Ribeirão Preto há cerca de 200 postos de combustíveis fiscalizados periodicamente pelo Ipem-SP. "Quando se trata de operações, como a Olhos de Lince, são selecionados, como amostragem, postos de diversas regiões da cidade para passar pela fiscalização", comenta.  

O Ipem explica que, quando as equipes de fiscalização encontram bombas de combustíveis com indícios de fraude, após apreensão e interdição das mesmas, os fiscais identificam qual é a permissionária que presta serviço naquele estabelecimento, e então, é feito um levantamento nas atividades realizadas por esta permissionária, não só neste posto como também em outros postos. 

Cuidados e denúncias  

Para evitar cair em fraudes em postos de combustíveis, o Instituto de Pesos e Medidas do Estado de São Paulo alerta o consumidor que, sempre que for abastecer, desça do veículo e acompanhe o trabalho do frentista.  

"A bomba tem que sair do indicador zero tanto na parte de litros, quanto do total a pagar", explica o delegado regional do Ipem-SP, Luiz Eduardo Galdeano. "E se o consumidor perceber que está gastando muito e o rendimento do carro está abaixo do esperado, estes podem ser indícios da bomba estar com erro", reforça.  

Desta forma, Luiz Eduardo Galdeano afirma que o consumidor deve procurar pelo IPEM-SP em qualquer dúvida que tiver e fazer a denúncia. "O instituto enviará uma equipe ao local para fazer a fiscalização para constatar se há ou não alguma irregularidade", frisa.  

Nos últimos dias, o preço dos combustíveis caiu em Ribeirão Preto (foto: Weber Sian / A Cidade)

Preços caem  

Nos últimos dias, o preço dos combustíveis caiu em Ribeirão Preto. A gasolina, que era vendida a mais de R$ 4, já pode ser encontrada a R$ 3,97. O etanol, que chegou aos R$ 3, é vendido a R$ 2,69. E, a boa notícia é que o preço pode cair ainda mais. Isso porque, a Petrobras anunciou ontem (13) nova queda nos valores da gasolina e do diesel nas refinarias.  

A medida, que entra em vigor hoje, faz parte da política de preços da Petrobras, adotada em julho do ano passado, que reajusta o valor dos combustíveis quase diariamente com o objetivo de acompanhar as cotações internacionais.

Comentários

"O site não se responsabiliza pela opinião dos autores. Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do ACidade ON. Serão vetados os comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. ACidade ON poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios deste aviso."

Cadastrados

Nome (obrigatório)
Email (obrigatório)
Comentário (obrigatório)
12 comentários
  • Thiago Soares Gomes
    15/03/2018 13:32:01
    Podia passar o nome e endereço dos postos que foram autuados para não cairmos nesse golpe.
  • Roberta
    15/03/2018 00:20:32
    Divulguem a relação dos postos.
  • Juliano
    14/03/2018 22:43:24
    Poderiam soltar uma lista com o endereço desses postos. Colocaram faixas contra a corrupção na retirada da Dilma e agora fazem corrupção. Hipócritas.
  • Marislei
    14/03/2018 22:35:10
    E quais foram os postos autuados??? ??
  • Luiz Carlos de Oliveira Arantes
    14/03/2018 17:23:39
    A CIDADE deveria publicar o nome e localização dos postos autuados.
  • Cezar Gonçalves Médici
    14/03/2018 15:58:36
    É de suma importância, que os postos irregulares, tenham seus nomes e endereços completos divulgados pela imprensa, com a mesma enfase que foi dada ao se noticiar o fato, para que o consumidor possa "punir" estes maus comerciantes. Espero que a CBN, nomine-os.
  • MARCO ANTONIO RODRIGUES
    14/03/2018 13:54:45
    ESSES POSTOS NÃO TEM NOME NEM ENDEREÇO? OU TODOS ESTÃO ERRADOS?
  • Rafael
    14/03/2018 13:41:23
    Faltou a relação dos postos reprovados!
  • Edivaldo Pereira Da Silva
    14/03/2018 12:03:28
    Tem que falar quais foram os postos multados
  • Divaldo
    14/03/2018 11:41:42
    Poque não se divulga a lista com identificação dos larápios? Por aqui é, segundo as autoridades e apesar da supostas investigações, difícil definir o "Cartel dos Postos". Quem sabe se procurarem um bom oftalmo consigam enxergar o que esta mais que na cara.
  • Juliano Trevisoli
    14/03/2018 10:48:24
    Quais postos foram autuados? É muito importante os valores consumidores saberem para q futuramente possam acompanhar melhor ao abastecer nestes.
  • Jose Antônio
    14/03/2018 10:07:27
    Nomes dos postos autuados?

Veja também