Aguarde...

ACidadeON Ribeirão Preto

Ribeirão Preto
mín. 20ºC máx. 36ºC

Economia

Conceito de loja temporária ganha força no interior

Marca italiana Fendi, de bolsas e acessórios, abre sexta e sábado no Shopping Iguatemi de Ribeirão Preto

| ACidadeON/Ribeirao

Luxo: Marca italiana Fendi traz pela primeira vez sua pop-up para Ribeirão Preto (foto: Weber Sian / A Cidade)

Abrir e fechar uma loja em alguns dias pode parecer um pesadelo para muitos empreendedores. Mas não para quem investe no conceito de pop-up, que está em alta e pode ser sinônimo de sucesso. As lojas temporárias são espaços comerciais propositalmente provisórios, que podem funcionar por um dia, um mês ou uma estação, e não exigem continuidade.  

"O interessante do conceito é que cria um suspense no consumidor, por ter um período limitado", afirma o consultor em gestão empresarial Ricardo Donegá. "Assim, aguça o instinto da curiosidade, da oportunidade e da urgência do consumo no cliente, pois este não sabe quando terá acesso à loja e seus produtos novamente", reforça.  

O conceito ganha cada vez mais força no interior, especialmente em cidades com grande potencial de consumo, como é o caso de Ribeirão Preto. Prova disso, é a inauguração da primeira pop-up da marca italiana Fendi, famosa por suas bolsas e acessórios, no Shopping Iguatemi. A loja, comandada pelos estilistas Silvia Venturini Fendi e Karl Lagerfeld, ficará aberta ao público por dois dias, nesta sexta-feira (23) e sábado (24).  

"A Fendi é a primeira marca que chega ao Iguatemi Ribeirão Preto com este modelo de pop-up store. Também é a primeira vez que a grife italiana traz para a cidade uma loja neste estilo", comenta Manoela Whitaker, gerente de marketing do centro de compras.  

Segundo ela, esta é uma tendência de mercado que tem como objetivo aproximar grandes marcas e grifes dos consumidores. "Levando aos clientes os melhores produtos e novidades que estão presentes nos grandes centros nacionais e internacionais", frisa.

Disponibilidade  

Para Donegá, do ponto de vista do comércio é interessante, pois as marcas aproveitam a oportunidade para levar seus produtos e serviços para locais onde não têm acesso. "O conceito também é explorado por marcas que estão apenas na internet ou só possuem lojas nos grandes centros e querem atingir ou conquistar um novo público e, assim, ampliarem seus negócios", explica.  

Mas, apesar de ser uma oportunidade, o conceito pop-up também vai demandar dos lojistas investimentos e profissionalismo. "Isso porque, valem as regras para qualquer negócio: ter bom atendimento, conhecer o público-alvo, estimular as campanhas de comunicação etc", frisa. 

O que é uma loja pop-up?
 
As lojas temporárias surgiram na década de 1990, em grandes centros urbanos internacionais como Nova York, Londres, Tóquio e Los Angeles. A ideia inicial era aproveitar espaços desocupados para que artistas pudessem expor sua arte.
 
O termo em inglês, mundialmente conhecido, é uma referência às janelas pop-up, que surgem na tela dos computadores e desaparecem rapidamente. Da mesma forma, as lojas temporárias são abertas de forma relâmpago e funcionam por pouco tempo. 

Quer montar uma loja temporária? Veja estas dicas 

Quais as principais vantagens?  

- baixo custo: as lojas temporárias exigem pouco investimento, já que o contrato de aluguel será de curto prazo e é possível alugar os equipamentos. Tanto é que se estima que o formato custe entre 20% e 30% do valor de uma loja tradicional.  

- risco mínimo: como os investimentos são baixos e a loja tem data certa para fechar, o risco da pop-up reduz consideravelmente.  

- novos clientes: o caráter temporário do negócio estimula a urgência do consumo. Com isso, a loja pode descobrir novos públicos para seu produto.  

- satisfação: muitos empreendedores usam o conceito de temporário como termômetro para testar a aceitação de seu produto junto ao público. Esta pode ser uma ótima estratégia antes de lançá-lo no mercado. 

Há pontos de atenção?  

Sim. Em geral, as lojas temporárias são uma configuração híbrida de loja física e virtual. Por isso, alguns fatores são essenciais e podem determinar o sucesso do seu ponto de venda temporário:  

- produtos: Ofereça produtos inovadores e diferentes dos disponibilizados nas lojas virtuais e nos pontos de venda fixos.  

- experiências: Inove nas experiências com o consumidor. Um ambiente diferenciado e interação são fatores que determinam a preferência do consumidor pelas lojas temporárias.  

- marketing: Aposte em ações de marketing para divulgar a inauguração da loja temporária, até mesmo para que os consumidores entendam seu conceito. (Fonte: Sebrae/A Cidade) 

Pop-up de Páscoa  

A aposta em lojas temporárias não se restringe apenas aos centros de compras. Prova disso, é que o empresário Renato Aguiar inaugurou ontem, pelo segundo ano, sua pop-up de Páscoa. "A nossa vitrine temática muda algumas vezes no ano: Dia dos Namorados, Dia das Mães, Natal, Páscoa e Dia dos Pais, nessas ocasiões sempre temos alguns produtos especiais com a assinatura Renato Aguiar", afirma.  

A loja temporária traz ovos de chocolate, doces, presentes e outros produtos de luxo.  

Segundo Aguiar, o principal objetivo é mostrar sua marca para o público geral. "As nossas clientes, ex-noivas, adoram voltar ao bufê e relembrar de um processo que foi tão especial, adoram vir aqui conferir as novidades, encontrar as pessoas. Vira um point badalado", finaliza. 

Análise  

Proposta da pop-up tem que ser diferenciada     

"O conceito de pop-up store é antigo nos grandes centros internacionais. No Brasil ganhou mais espaço em capitais como São Paulo e Rio de Janeiro e, aos poucos, vem chegando a cidades do interior, como Ribeirão Preto. Por essa razão, muita gente ainda não o conhece. Basicamente, o conceito está associado a duas coisas: a testar um modelo novo de negócio, um produto ou aceitação do público; e também para aproveitar uma sazonalidade. Estas são as principais estratégias. Algumas marcas consolidadas, que só vendem online, por exemplo, abrem pop-up para ter o acesso direto ao público, ver sua aceitação, reforçar a marca e fecham logo em seguida. Mas, para se aproximar do consumidor, o negócio tem que ser diferenciado. A loja temporária tem que ser muito atrativa, trazer peças exclusivas, tudo isso para chamar a atenção dos clientes. É fácil fazer pop-up para quem já tem a marca consolidada. Mas, o conceito vale para qualquer tipo e tamanho de negócio, basta ter planejamento. Ainda mais por ser um período curto, então a ação tem que ser perfeita." (Vivian Piovani
Consultora do Sebrae)


QUER CONTINUAR LENDO ESTE CONTEÚDO E MUITOS OUTROS? FAÇA SEU LOGIN OU CADASTRE-SE

Informe seu e-mail e senha cadastrados para ter acesso a todo conteúdo do site:

ainda não tem cadastro?
QUER LER ESSE CONTEÚDO? CADASTRE-SE

Informe seu Nome, E-mail e senha para se cadastrar no Acidade ON

Quero ser informado sobre promoções e ofertas do Acidade ON e seus parceiros
Aceito os Termos de Uso do Acidade ON

Comentários

"O site não se responsabiliza pela opinião dos autores. Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do ACidade ON. Serão vetados os comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. ACidade ON poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios deste aviso."

Cadastrados

Nome (obrigatório)
Email (obrigatório)
Comentário (obrigatório)
0 comentários

Veja também