Aguarde...

ACidadeON Ribeirão Preto

Ribeirão Preto
mín. 20ºC máx. 36ºC

Economia

'A melhor Agrishow de todos os tempos', comemora presidente da feira

25ª edição da Agrishow supera expectativa de 10% no aumento do volume de negócios e rende 22% a mais do que em 2017

| ACidadeON/Ribeirao

 
 

"Esta foi a melhor Agrishow de todos os tempos", comemorou o presidente da feira, Francisco Maturro.  

A 25ª Agrishow - Feira Internacional de Tecnologia Agrícola em Ação, encerrada nesta sexta-feira (4), teve um crescimento na realização de negócios de cerca de 22%, o que significa um volume de R$ 2,7 bilhões. Na edição anterior, foram registrados negócios da ordem de R$ 2,2 bilhões.  

Segundo Francisco Maturro, diversos fatores contribuíram para este saldo positivo, entre eles,a seca da Argentina, o câmbio e a confiança do empresário rural na economia do país. Maturro também atribui o resultado recorde aos produtos vendidas na Agrishow. "O agricultor compra máquina não porque o equipamento ficou mais velho, mas pela defasagem tecnológica. As máquinas da feira proporcionam menos perda no plantio, nos defensivos e muito menos perdas na colheita. São máquinas muito mais eficientes e isso que leva o agricultor a ter confiança para investir".  

Visitantes  

O número de visitantes da Agrishow 2018 também superou as expectativas dos organizadores. Nos cinco dias de evento foram 159 mil pessoas. As mais de 800 marcas expositoras nacionais e internacionais ressaltaram a qualificação desses visitantes, formados, sobretudo, por compradores e produtores rurais de pequeno, médio e grande portes do Brasil e do exterior.  

"A Agrishow sempre teve um público qualificado e isso tem se mantido. Este é um evento de negócios e continuaremos nessa linha, porque tem dado certo", diz José Danghesi, diretor de feiras da Informa Exhibitions.  

"Quero frisar que este é o futuro do Brasil e o Brasil do futuro. Tivemos este ano um agricultor com muita confiança e expectativa positiva. E isso estamos vendo no reflexo do resultado da feira", afirma João Carlos Marchesan, presidente da Abimaq, Associação Brasileira da Indústria de Máquinas e Equipamentos.  

Negócios  

A 19ª Rodada Internacional de Negócios, realizada durante esta edição da Agrishow, também comemorou bons resultados. A rodada reuniu fabricantes brasileiras de máquinas, implementos agrícolas, pecuária e equipamentos de irrigação, com compradores (importadores, distribuidores e representantes) procedentes da África do Sul, Etiópia, Irã, Nigéria, Peru, Quênia, Rússia, Tanzânia e Zimbábue. Foram 16 compradores estrangeiros, que durante três dias reuniram-se com 60 empresas brasileiras, em uma ação de promoção comercial que resultou em cerca de 520 reuniões e mais de US$ 24 milhões, entre negócios fechados e futuros para os próximos 12 meses. Em 2017, foram 12 compradores e US$ 17 milhões de negócios fechados.  

Mais área  

A edição de 2019 da Agrishow terá total integração entre a área de Demonstrações de Campo e a exposição de máquinas e equipamentos. Com isso, serão agregados diversos espaços (plots) aos 440 mil m², e, consequentemente, o que deverá criar novas possibilidades para empresas das áreas de sementes, defensivos e fertilizantes, que poderão realizar experimentos com diversas culturas.  

"A incorporação dessa área é de aproximadamente 140 mil m², o que totaliza 580 mil m², 58 hectares, o que nos torna a maior feira agrícola do mundo", diz José Danghesi.  

A nova área deve contribuir com o desenvolvimento de produção sustentável, uma vez que ela se destina somente à pesquisa e desenvolvimento de novas culturas e tecnologias produtivas e terá forte presença de ILPF (Integração Lavoura Pecuária e Floresta).
A próxima edição da Agrishow será promovida de 29 de abril a 3 de maio de 2019.  

Números
Máquinas para grãos, frutas e café 25%
Área de armazenagem 15%
Área de irrigação 14%
Máquinas para pecuária 8%
No total 22% acima do registrado em 2017.
Volume de negócios saltou de 2,2 bilhões para 2,7 bilhões.

Frases  
"A Agrishow é a síntese do Brasil que nós queremos. Uma feira que cresceu 22% em um ano. Esse é um número que diz que podemos ir além". 

Duarte Nogueira, prefeito de Ribeirão Preto.

"Condições de safra favoráveis, questões de juros e oportunidades dadas pelas instituições financeiras durante a Agrishow colaboraram na melhoria do clima geral do mercado e para o aumento do interesse dos produtores em atualizar suas máquinas e buscarem novas tecnologias. Nosso número de venda foi 20% superior ao do ano passado".  

Fernando Gonçalves Neto, presidente da Jacto Agrícola.

"O bom movimento nas ruas da Agrishow desde segunda-feira já sinalizava o que se confirmou ao longo da semana: um cenário positivo de vendas. Na Baldan, tivemos 15% de incremento com relação às vendas de 2017".  

Osvaldo Gomes Marques Junior, diretor comercial da Baldan.

Mais do ACidade ON