Aguarde...

Economia

Município para de subsidiar notas fiscais de prestadores de serviços

Empresa foi contratada para gerir o ISS e essa mudança deve resultar em uma economia de quase R$ 3 mi aos cofres públicos

| ACidadeON/Ribeirao

 

Entenda o que muda abaixo (Foto: divulgação)
 

A Secretaria Municipal da Fazenda informou, na tarde desta terça-feira (28), que Ribeirão Preto vai parar de subsidiar as notas fiscais eletrônicas emitidas a prestadores de serviços e contratou outra empresa especializada para gerir o ISS (Imposto Sobre Serviços).  

De acordo com a pasta, essa mudança poupará quase R$ 3 milhões por ano aos cofres públicos e possibilitará a criação de novos planos para as áreas da Saúde e Assistência Social.  

Agora, a nova contratação receberá R$ 3.800 ao ano pela licença de uso, enquanto a anterior tinha contrato firmado com a cidade de R$ 2.760 milhões. A redução exata será de R$ 2,7 milhões. 

"Esse valor que era utilizado há mais de 10 anos somente para subsidiar os serviços de empresas privadas, prestadoras de serviço, e pago com o dinheiro da arrecadação de tributos de toda a população [...]. A partir de agora, além da economia, o valor deverá ser pago pelos prestadores de serviços e não pelos munícipes", escreveu o município, em nota.  

Versões gratuitas de sistema que emitem notas fiscais estão ativas neste novo modelo e, ainda segundo a Fazenda, não haverá custos por quatro meses. Há opções de aplicativos pagos mensalmente e demais consultorias.  

Mais informações aqui.

Mais do ACidade ON