Aguarde...

Economia

Concessão do aeroporto Leite Lopes fica para 2021

Projeto de privatização do aeroporto Leite Lopes, em Ribeirão Preto, é avaliado em R$ 119 milhões

| ACidadeON/Ribeirao

O aeroporto Leite Lopes, em Ribeirão Preto, será concedido em bloco com outros empreendimentos do interior (Foto: Weber Sian/Arquivo ACidadeON)
 
O edital de concessão do aeroporto Leite Lopes, em Ribeirão Preto, ficará para 2021, segundo a secretaria estadual de Transportes. Nesta sexta-feira (16), a concessão dos aeroportos regionais do estado foi incluída no pacote "Retomada 21/22", anunciado pelo governo estadual para estimular a economia no pós-pandemia.  

CLIQUE AQUI E LEIA MAIS NOTÍCIAS SOBRE RIBEIRÃO PRETO
 
A concessão do Leite Lopes para a iniciativa privada já estava prevista desde o início de 2019, mas a publicação do edital tem sido postergada desde então. Segundo o estado, o projeto de concessão do empreendimento prevê investimentos de R$ 119 milhões.  

O governo paulista afirma que o processo de desestatização dos 22 aeroportos administrados pelo Daesp (Departamento Aeroviário do Estado de São Paulo), já teve o modelo de concessão em blocos apresentado, mas em razão dos efeitos sofridos pela pandemia do novo coronavírus (covid-19) o edital será publicado no próximo ano.  

Serão dois lotes que serão oferecidos para a iniciativa privada. Um encabeçado por Ribeirão Preto (bloco Sudeste, com 13 aeroportos), outro encabeçado pelo aeroporto de São José do Rio Preto (bloco Noroeste, com 9 aeroportos).  

Ou seja, os investidores que arrematarem um dos dois lotes ofertados, deverá investir em outros aeroportos do estado.  

Leia mais:
Projeto de privatização do Leite Lopes é avaliado em R$ 119 mi

Mais do ACidade ON