Aguarde...

Economia

Entidades de Ribeirão chamam protesto mesmo com UTIs lotadas

Setor produtivo teme que Governo de São Paulo imponha medidas mais duras de isolamento, prejudicando ainda mais a economia

| ACidadeON/Ribeirao


(Foto: Weber Sian / ACidade ON)

Várias entidades ligadas ao setor produtivo de Ribeirão Preto estão marcando um ato para o início da tarde desta sexta-feira (8) para protestar contra possíveis medidas mais rígidas de circulação de pessoas devido ao avanço da pandemia da covid-19.

O Governo de São Paulo atualiza nesta sexta o Plano SP, que dita todas as regras da quarentena regionalizada em todo o Estado. Há receio que Ribeirão Preto regrida para a fase laranja ou vermelha.

No entanto, a convocação do ato, na Esplanada do Thetatro Pedro II, acontece em um dia que Ribeirão Preto tem 91,5% de ocupação nas UTI´s para tratamento da covid-19. São 97 pacientes para 106 vagas.

"Em protesto contra a instabilidade do Plano São Paulo e as medidas que têm sido tomadas pelo governador João Doria de forma generalizada em relação às diferentes realidades das regiões administrativas do Estado, entidades de classe que representam empresários e trabalhadores de diversos setores prejudicados corroboram com a realização de um ato público nesta sexta-feira (8), a partir das 14h30, na esplanada do Theatro Pedro II", diz o chamamento.

Segundo a publicação, apoiam a manifestação as seguintes entidades: Abrasel, Acirp, CDL Ribeirão Preto, Sincovarp, Sincomerciários e SHRBS. 
 




Mais notícias



Mais notícias do ACidade ON