Aberta a temporada de compras natalinas em Ribeirão Preto

A pouco mais de 40 dias do Natal, o comércio central da cidade já aposta na data mais iluminada do ano para alavancar as vendas

    • ACidadeON/Ribeirao
    • Júlia Fernandes
Weber Sian / A Cidade
Expectativa do Sincovarp é de crescimento no Natal (Foto: Weber Sian/ A Cidade)

 

Nas vitrines do comércio de Ribeirão Preto, a cor predominante já é o vermelho. E nas sacolas de Carolina Santilli, 22 anos, também. Entre pisca-piscas e artigos para o tradicional pinheiro da família, ela aproveitou a manhã livre, no início da semana, para renovar os enfeites de Natal.

VEJA MAIS FOTOS

E explica: desta vez, a antecipação teve um motivo especial. “Lá em casa, adoramos nos reunir para enfeitar e pensar juntos na decoração. Por isso, já garanti minhas bolinhas e os papais noeis preferidos, pois, no ano passado, deixei para comprar poucas semanas antes e quase fiquei sem alguns detalhes”, afirma a estudante, em clima de animação.

Já a aposentada Elizabeth Carvalho, 60, não escondeu o espanto – e aproveitou a oportunidade para pesquisar preços e vantagens. “Hoje, quando vi esse monte de enfeites típicos, realmente me dei conta de que o ano está acabando. O tempo passou voando”, conta.

E completa: “a cada ano, percebo que mais variedades aparecem no comércio local e com todos os tipos de valores, para todos os públicos. E, como temos tempo até o Natal, resolvi aproveitar e cotar alguns objetos em várias lojas; essa é a vantagem de antecipar as compras”.

Weber Sian / A Cidade
Elizabeth Carvalho, 60, já começou a pesquisar preços e variedades (Foto: Weber Sian/ A Cidade)

 

Expectativa do comércio

Entre os lojistas, a expectativa de venda é grande. Segundo Talita Rodrigues, 25, que trabalha como vendedora há três anos em uma loja de artigos gerais, a venda e procura antecipada de produtos natalinos dobrou o movimento da semana. “Os estoques já estão acabando”, afirma.

De acordo com o Sincovarp (Sindicato dos Comerciantes Varejistas de Ribeirão Preto), o Natal é a principal data sazonal e prevê aumento dos lucros em relação a 2016, quando a variação positiva foi de 0,23% comparado ao mesmo período anterior. E, ainda assim, o estudo garantiu que este resultado foi suficiente para interromper uma sequência de 24 meses negativos.

Por meio de nota, informou que o 13º salário dos trabalhadores formais também deverá alavancar a média de vendas do comércio central em até 30% e injetar R$ 564 milhões na economia o final de 2017. O montante previsto foi calculado a partir da massa salarial paga aos 223,5 mil trabalhadores com carteira assinada, somado ao saldo da massa de salários.


0 Comentário(s)

Seja o primeiro a comentar.