Caixa reduz taxa de juros de crédito rural

Promoção destinada a médios produtores rutais oferece taxas de 6,7% ao ano

    • ACidadeON/Ribeirao
    • Da reportagem


Divulgação

A Caixa Econômica Federal anunciou a redução de taxas de juros para os produtores rurais pelo Pronamp ( Programa Nacional de Apoio ao Médio Produtor Rural), que terão a taxa de juros do custeio reduzida de 7,5% para 6,7% ao ano.

Para se enquadrar como beneficiário do Pronamp, o produtor deve ter renda bruta anual de até R$ 1,76 milhão, sendo que pelo menos 80% dessa renda deve ser proveniente de atividades agropecuárias. A redução de 0,8 ponto percentual abrange as propostas de custeio agrícola e pecuário apresentadas na Caixa até 30 de novembro de 2017.

O vice-presidente de Produtos de Varejo da Caixa, Fábio Lenza, informa que a promoção tem o objetivo de apoiar o médio produtor, proporcionando redução nos seus custos de produção. “Para um custeio com prazo de 12 meses, por exemplo, o produtor que contratar uma operação no valor de R$1,5 milhão, que é o teto do programa, economizará cerca de R$12 mil”, explica Lenza.

A Caixa possui linhas de crédito para atender as principais culturas agrícolas, como soja, milho, arroz, café, algodão, trigo, feijão, cana-de-açúcar, laranja, sorgo, e para a bovinocultura de corte e leite.

Para as operações de custeio agrícola de até R$500 mil, a Caixaoferece um processo simplificado, em que a análise técnica da proposta ocorre de forma online, diretamente na agência, o que garante um acesso mais ágil ao recurso pelo produtor.

Os produtores interessados devem procurar uma das agências da Caixa habilitadas a operar com o Crédito Rural e apresentar o projeto de financiamento da produção. Para auxiliar na elaboração dos projetos, o banco possui convênio com mais 2.500 empresas de consultoria rural, em todas as regiões do país.

Safra 2017/2018:

No período de julho a setembro, referente ao primeiro semestre do ano safra 2017/2018, a Caixa alcançou a marca de R$1,44 bilhão em contratações de crédito rural, resultado 89,5% superior ao registrado no mesmo período do ano anterior.

A expectativa é contratar R$10 bilhões ao longo deste ano safra, volume 25% superior ao registrado na safra 2016/2017, quando a CAIXA ofertou cerca de R$8 bilhões no mercado de crédito rural.
 


0 Comentário(s)

Seja o primeiro a comentar.