Aguarde...

ACidadeON Ribeirão Preto

Ribeirão Preto
mín. 20ºC máx. 36ºC

Esportes

São Paulo pressiona, tem expulsão pelo VAR e fica no empate com o Bahia

Ainda invicto no Campeonato Brasileiro, o time paulista pressionou o adversário, mas tropeçou em casa no confronto válido pela quinta rodada do nacional

| FOLHAPRESS

Hernanes, do São Paulo, não teve uma manhã tranquila (Foto: Foto: Mauro Horita/Folhapress)


SÃO PAULO, SP (UOL/FOLHAPRESS) - O São Paulo não conseguiu sair do empate por 0 a 0 com o Bahia, na manhã de hoje (19), no Estádio do Morumbi. Ainda invicto no Campeonato Brasileiro, o time paulista pressionou o adversário, mas tropeçou em casa no confronto válido pela quinta rodada do nacional.  

Com o resultado, o São Paulo se mantém invicto na competição, mas vê o líder Palmeiras abrir vantagem. O Tricolor soma 11 pontos na terceira posição, contra 13 do rival. O Bahia é o oitavo colocado, com sete pontos.  

As equipes voltam a se enfrentar na próxima quarta-feira (22), novamente no Morumbi, mas desta vez pelo jogo de ida das oitavas de final da Copa do Brasil. Bruno Alves foi o destaque positivo do São Paulo. Mais uma vez, o zagueiro teve uma atuação convincente. Deu segurança para a defesa e dificultou a vida do ataque adversário. Alexandre Pato se recuperou de lesão cervical e pôde reforçar o Tricolor paulista.  

Talvez pela falta de ritmo, o atacante ficou aquém do esperado. A manhã do Hernanes não foi tão tranquila. O Profeta sentiu um desconforto muscular, por isso a comissão técnica do São Paulo esperou os jogadores fazerem o aquecimento no gramado para ver se o meio campista teria condições de atuar e confirmar qual seria a escalação do Tricolor paulista.  

Antes, o Profeta havia assinado a súmula como titular, mas a arbitragem fora avisada de que uma mudança de última hora poderia acontecer. Neste caso, Igor Gomes deveria ser o escolhido para jogar. Depois, nos acréscimos do primeiro tempo, ele deslocou o dedo da mão após uma disputa e precisou ser atendido pelos médicos ainda no gramado.  

O jogador gritou de dor ao ter o dedo colocado no lugar e seguiu na partida. Logo aos 13 minutos, Cuca precisou fazer uma alteração. Após uma disputa de bola, Liziero sentiu o tornozelo direito e caiu no gramado do Morumbi. O jogador deixou o campo chorando e foi substituído por Luan - recuperado de estiramento na coxa esquerda. A situação de Liziero preocupa. O jogador ficou fora de dez partidas no início do ano por causa de entorse no mesmo tornozelo.  

O São Paulo ficou com um jogador a menos na reta final da partida. O atacante Toró foi expulso após consulta do árbitro ao VAR. Inicialmente, o jogador havia recebido o cartão amarelo após ter atingido o goleiro Douglas Friedrich com a sola da chuteira aos 25 minutos do segundo tempo.  

Após analisar as imagens, no entanto, Daniel Nobre Bins mudou a decisão e mostrou o cartão vermelho ao são-paulino. No primeiro tempo, o Tricolor paulista teve dificuldade de chegar ao gol adversário. Em geral, as jogadas perigosas dependiam da velocidade de Toró. Porém, faltava um pouco mais de objetividade.  

Na segunda etapa, Cuca ainda tentou melhorar o poder ofensivo com a entrada de Helinho, mas o time ainda sofreu na armação, principalmente no último passe. Para piorar, a equipe perdeu Toró, que foi expulso após o árbitro rever dividida entre o são-paulino e o goleiro rival. O equilíbrio predominou no início do confronto.  

O Bahia até chegou a ser mais perigoso em determinado momento do primeiro tempo, mas não deu tanto trabalho ao goleiro Tiago Volpi. O Tricolor teve ainda de teve de mudar a sua formação logo no início, por causa da lesão de Liziero, aos 13 minutos. A melhor oportunidade aconteceu aos 20 minutos, após o chute de Antony desviar no oponente e parar na trave. Na etapa final, o São Paulo buscou mais o ataque, mas faltava ainda precisão no passe. Para complicar mais a situação dos donos da casa, Toró, que era o principal responsável por puxar o ataque do Tricolor paulista, foi expulso. Desta maneira, restou ao time do técnico Cuca tentar manter a posse de bola e segurar o ímpeto adversário.  

SÃO PAULO Tiago Volpi; Hudson, Walce, Bruno Alves e Reinaldo; Tchê Tchê, Liziero (Luan) e Hernanes (Nenê); Antony, Pato (Helinho) e Toró. T.: Cuca.  

BAHIA Douglas Friedrich; Ezequiel, Ernando, Lucas Fonseca e Moisés; Grogore, Douglas (Ramires) e Elton; Élber (Rogério), Gilberto (Fernandão) e Artur. T.: Roger Machado.  

Local: Estádio do Morumbi, São Paulo (SP)  

Árbitro: Daniel Nobre Bins (RS)  

Assistentes: Elio Nepomuceno de Andrade Junior (RS) e Mauricio Coelho Silva Penna (RS)  

Público: 44.640 pessoas Cartões amarelos: Luan (SPO); Douglas, Gregore, Moisés (BAH) Cartão vermelho: Toró (SPO)

Você pode ajudar o jornalismo sério

A missão do ACidade ON é fazer um jornalismo de qualidade e credibilidade. Levar informação confiável e relevante, ajudar a esclarecer e entender os fatos, sempre na busca de transformação. E o seu apoio é fundamental. Ajude-nos nessa missão para construir uma sociedade mais crítica e bem informada.

Apoie o bom jornalismo.

Já é assinante? Faça seu login.

Mais do ACidade ON