Aguarde...

Esportes

Do ringue ao PC: Lutadora do UFC assina com equipe de CS:GO

Ex-campeã do Invicta Fc, Lívia Renata Souza passou a dividir rotina de treinos com equipe amadora ribeirão-pretana de e-Sports

| ACidadeON/Ribeirao

Lutadora estreou no UFC em 2018 e, desde então, obteve 13 vitórias (Foto: Divulgação / Redes Sociais)
A lutadora da categoria peso-palha do UFC, Lívia Renata Souza, terá pela frente um novo desafio na carreira. Desta vez, como atleta de e-Sports (jogos eletrônicos), a ex-campeã do Invicta Fc assumirá disputas virtuais pelo time feminino da equipe amadora de Counter Strike: Global Offensive, a WorkHard e-Sports, de Ribeirão Preto.

"Minha expectativa é a melhor possível. Tenho certeza de que o grupo está bastante unido e coeso. A gente se respeita muito, pois temos como princípio básico a educação", disse a faixa preta em Jiu-jitsu e Judô, que possui 13 vitórias no UFC. 

 
CLIQUE E LEIA MAIS NOTÍCIAS SOBRE O ESPORTE EM RIBEIRÃO E REGIÃO
 

Em entrevista ao ACidade ON, a lutadora contou como está sendo conciliar a rotina de treinamentos físicos com as atividades virtuais.

"Todas as meninas têm atividades paralelas, sejam elas no trabalho ou estudo. A gente, principalmente com essa inflexibilidade de horários, treina das 22h até à 0h. Ou, quando alguma menina consegue chegar mais cedo, começamos às 21h. Está sendo bem fácil", declarou.

Segundo Lívia, sua relação com os games vem desde cedo. De acordo com ela, quando já treinava Judô, na infância, chegou a adequar a rotina para conseguir um tempo com os videogames.

"[...] Comecei a jogar Tibia no computador, pois era bem fraquinho. Depois, fui para o World of Warcraft, até chegar no CS:GO. Muitos amigos meus me pressionavam para jogar com eles, pois eu já jogava Combat Arms e Point Blank", revelou a lutadora de 29 anos.

Ao ACidade ON, Rafael Beraldi, um dos fundadores da WorkHard e-Sports, citou como a chegada de Lívia poderá ajudar no fortalecimento do cenário feminino do game.  "A Lívia será a inspiração para diversas outras mulheres que sonham em ser jogadoras profissionais, através da sua força de vontade e dedicação. A disciplina advinda das artes marciais também é fundamental em nossa filosofia de trabalho, já que você pode conquistar tudo o que quiser desde que trabalhe duro", disse.
 

Estreia

Atualmente, Lívia treina com a equipe feminina da WorkHard e-Sports e deve estrear nas qualficatórias da Gamers Club Master Feminina, que acontece entre junho e julho.

Além do time feminino, a equipe amadora de Ribeirão tem outras duas categorias: a masculina e a de base. Ambas, contudo, já estão disputando campeonatos.  
 

Outro caso 
 
Livia Renata Souza não é a primeira lutadora do UFC que passa a disputar competições de e-Sports. Em junho de 2018, o norte-americano Sean O'Malley, da categoria peso-galo, foi anunciado como reforço da OpTiC Gaming, para as disputas do game Fortnite. 

Mais do ACidade ON