Aguarde...

Esportes

Sem elenco, Vôlei Ribeirão pode perder vaga na Superliga

Técnico Marcos Pacheco revela que os contratos de 15 atletas se encerraram em abril e relata busca por patrocinadores

| ACidadeON/Ribeirao

Vôlei Ribeirão encerrou a Superliga 2019/2020 em 9º lugar (Foto: orlando Bento / MTC)
Há dois anos na Superliga, o Vôlei Ribeirão corre o risco de perder a vaga que manteve na elite nacional para a temporada 2020/2021 - a competição, contudo, ainda não tem data prevista para começar. 

A participação está ameaçada porque o Cavalo Ace, abalado financeiramente pela pandemia do novo coronavírus, perdeu todos os 15 atletas do elenco e precisa confirmar presença na disputa até o próximo dia 15 de julho, conforme explica o técnico Marcos Pacheco.  
 
"Os contratos de todos os 15 jogadores são anuais e se encerraram em 30 de abril. Temos que confirmar a presença na Superliga 2020/2021 até o próximo dia 15 [de julho]. O Lipe [Felipe Fonteneles, presidente do time], está tentando viabilizar a renovação e o contrato de novos atletas junto a investidores e patrocinadores", afirma Pacheco.  
 
CLIQUE E LEIA MAIS NOTÍCIAS SOBRE O ESPORTE EM RIBEIRÃO PRETO
 
De acordo com o treinador, que também é o Secretário de Esportes de Ribeirão Preto, outra dificuldade da equipe é projetar o reinício das competições. Além da Superliga, o Vôlei Ribeirão também teria o Campeonato Paulista.
 
"Normalmente, o Paulista inicia até o começo de agosto, mas hoje não temos nenhuma previsão. O mesmo ocorre com a Superliga. Em contato com todas as federações, todas não têm certeza sobre o assunto [início dos campeonatos]. Até porque não é possível, devido à atual situação", explica o técnico do Vôlei Ribeirão. 
 

Superliga 2019/2020 
 
Após acordo entre os clubes e a CBV (Confederação Brasileira de Vôlei), o Cavalo Ace encerrou a Superliga na 9ª posição, faltando uma rodada para o encerramento oficial.  
 
A equipe ribeirão-pretana está na elite do vôlei brasileiro desde 2019, após ter vencido no ano anterior a Superliga B.
 
Além deste título, o time da Cava do Bosque também conquistou, em 2017 - ano de sua fundação -, a Taça Prata, torneio que garante vaga na segunda divisão nacional.