Aguarde...

esportes

Comercial lamenta a morte do ex-técnico Luiz Carlos Ferreira

Conhecido como 'Rei do Acesso', Ferreirão tinha 71 anos e morreu neste domingo (13), vítima de um câncer

| ACidadeON/Ribeirao

 
Ferreirão morreu aos 71 anos após luta contra o câncer (Foto: Redes Sociais / Sport Club do Recife)
 
O Comercial lamentou nesta segunda-feira (14) a morte do seu ex-técnico Luiz Carlos Ferreira, conhecido como o "Rei do Acesso" por subir de divisões com diversos times ao longo da carreira, traçada principalmente no futebol paulista.     

No Leão do Norte, ele teve participação na campanha de 1993, quando levou o clube à Divisão Especial (espécie de elite do futebol paulista à época), extinta logo no ano seguinte. 
 
CLIQUE E LEIA MAIS NOTÍCIAS SOBRE O COMERCIAL
 
Ferreirão, como o treinador também era chamado, morreu na noite deste domingo (13), na casa onde morava, em Leme (SP). O técnico, que se afastou das atividades em 2018, tinha 71 anos de idade e lutava contra um câncer.   
 
"Enviamos forças à família e amigos nesse momento e sentimos essa grande perda para o futebol", lamentou o Leão do Norte, em nota de imprensa.    
 
O corpo de Ferreirão será velado das 15h às 17h, no Cemitério Municipal de Leme. O sepultamento será em seguida, no cemitério da cidade.
 
Passagem por Ribeirão Preto 
 
Luiz Carlos Ferreira nasceu em São José do Rio Preto. No Comercial, ele conquistou nove vitórias, dez empates e teve apenas uma derrota na maratona da Divisão Intermediária de 1993.   
 
Sob o seu comando, o Leão do Norte ficou 16 jogos sem perder. Contudo, o ex-treinador acabou sendo trocado por Afrânio Raul após uma série de quatro empates seguidos.  
 
Mais tarde, o Alvinegro conquistaria o acesso à Divisão Especial (considerada à época a antiga elite do futebol paulista). No entanto, seria realocado para a disputa da Série A2 de 1994, depois que a FPF (Federação Paulista de Futebol) realizou alterações no regulamento.  
 
Após deixar o clube ribeirão-pretano, Ferreirão passou por equipes como XV de Piracicaba, São Caetano, Inter de Limeira até chegar ao Marília, onde realizou seu último trabalho, há dois anos.  
 
Além do futebol paulista, ele também acumulou passagens pelo Sport (PE), Rio Branco (AC) e América (RN).   
 
LEIA TAMBÉM 
 
Bruno Sabiá elogia atuação do Comercial em amistoso 
 
Comercial: FPF marca data para volta do Paulista da A3

Mais do ACidade ON