Publicidade

esportes

Dirigente mira 6 reforços e planeja Comercial 'mais experiente' em 2022

Acleisson fala sobre orçamento para a próxima Série A3; Segundo ele, time 'jogou dinheiro fora' nos últimos anos com trocas constantes de treinadores

| ACidadeON/Ribeirao -

O Estádio Palma Travassos, casa do Comercial de Ribeirão Preto, visto das arquibancadas (Foto: Weber Sian / ACidade ON)

A diretoria do Comercial segue de olho no mercado em busca de reforços para a Série A3 do Campeonato Paulista 2022. Atualmente, o time negocia com seis jogadores, conforme revelou o gerente de futebol Acleisson. 
 
VEJA TAMBÉM: Ribeirão é candidata para receber Jogos da Juventude em 2023

Desde a precoce eliminação na Copa Paulista, em outubro, dois atletas rescindiram contrato com o clube: o lateral-esquerdo Willian e o goleiro Jordan. Sem revelar nomes, Acleisson disse que os reforços pretendidos já estiveram na disputa da 3ª Divisão Estadual.    

"A gente já tem uma média de 26 anos. Não é uma média alta. Só que a gente deve aumentar um pouco, porque vamos trazer peças mais 'carimbadas'. Vamos contratar seis jogadores e iremos encorpar o elenco com esses jogadores da Copa São Paulo. A ideia é ter um time mais experiente", contou.

Como a retomada de público só aconteceu no mata-mata da Copa Paulista, a equipe ribeirão-pretana passou toda a temporada sem contar com o apoio do seu torcedor no Estádio Palma Travassos. Mesmo com a arrecadação de ingressos prevista para 2022, Acleisson afirmou que o orçamento para o futebol não deverá ultrapassar os valores gastos no último Estadual. A proposta, segundo o dirigente, é investir em peças pontuais.

"Queremos direcionar o dinheiro melhor, fazendo o jogo de números: tira um pouquinho de um, coloca um pouquinho no outro. Os jogadores que vierem vão ter que comprar a ideia de todo mundo", explicou. Neste momento, ainda de acordo com Acleisson, o clube está à procura de reforços para o gol, lateral-esquerda, meio-campo e ataque.

Continuidade 

Nesta sexta-feira (19), o Comercial apresentou oficialmente a comissão técnica para a próxima temporada. A novidade é a volta de Pinho, que será auxiliar do técnico Gustavo Marciano. Ambos tiveram papéis opostos em 2018, quando o Bafo conquistou o acesso na Segunda Divisão do Campeonato Paulista.

Citando valores gastos com as recentes trocas de treinadores, Acleisson justificou a permanência de Marciano como um projeto a longo prazo. O treinador foi alvo de críticas pela queda logo na fase de grupos da Copa Paulista - em seis jogos, obteve duas vitórias, três empates e uma derrota.

"Por mais que a gente tenha sofrido duras críticas por não ter trazido peças ou treinadores, vamos manter essa questão da continuidade. Recentemente, 2018 foi o único ano que o clube teve êxito, porque não trocou. 2019, 2020 e 2021 tivemos nove trocas. Gastamos mais de R$ 170 mil em trocas de treinadores, entre salários e multas [rescisórias]. Jogamos dinheiro fora. Vimos que essas trocas são maléficas. Se o lado de fora não estiver organizado, dificilmente dentro de campo dá certo", comentou. 

A apresentação do elenco comercialino está prevista para o próximo dia 30. Já a estreia na Série A3 deve acontecer em 30 de janeiro. A tabela, contudo, ainda não foi divulgada pela FPF (Federação Paulista de Futebol). 
 

O gerente de futebol do Bafo, Acleisson (Imagem: Reprodução / Comercial FC)

Mais notícias


Publicidade