Publicidade

esportes

Brasil e Costa do Marfim ficam no empate sem gols pela segunda rodada dos Jogos Olímpicos

Com um a menos desde o início do jogo, Seleção Brasileira segura investidas dos africanos, melhora no segundo tempo, mas não consegue vitória

| ACidade ON -


Brasil ficou no empate sem gols contra a Costa do Marfim (Foto: Lucas Figueiredo/CBF)
Em um duelo repleto de chances desperdiçadas, Brasil e Costa do Marfim ficaram no empate, por 0 a 0, neste domingo (25), no estádio de Yokohama. A partida foi válida pela segunda rodada do Grupo D do torneio Olímpico.

O Brasil jogou desde os 13 minutos com um a menos, por causa da expulsão do volante Douglas Luiz, após revisão do VAR, em lance polêmico.

Mesmo em desvantagem numérica até os 34 da segunda etapa, quando Kouassi também foi punido com cartão vermelho, a equipe brasileira criou as principais chances na etapa final, mas não conseguiu marcar.

Com o resultado, Brasil e Costa do Marfim chegam aos quatro pontos e ficam empatados na liderança do Grupo D, com o Brasil na frente pelo saldo de gols.

Na última rodada, a Seleção Brasileira encara a Arábia Saudita, na quarta-feira, às 5h (no horário de Brasília), em Saitama. Já a Arábia Saudita duela contra a Alemanha, no mesmo horário, no estádio de Miyagi. 

 O Jogo

 1º tempo 

A expectativa para o confronto era de um jogo copm domínio do Brasil sobre a Costa do Marfim, que se fecharia na defesa. Porém, esse cenário não aconteceu. 

Logo no início da partida, Douglas Luiz foi expulso e os africanos passaram a ter as principais chances da etapa inicial. A Seleção ficou mais contida e tentou explorar os contra-ataques, mas criou poucas chances de perigo.

2º tempo 

O Brasil voltou melhor do intervalo e, mesmo com um menos, teve a partida sob controle. Aos 11, Matheus Cunha foi lançado dentro da área e por pouco não conseguiu finalizar. Cinco minutos depois, o camisa 9 cabeceou firme, mas parou no goleiro Tape. 

A pressão aumentou nos 15 minutos finais, após a expulsão de Eboue Kouassi, que deixou a partida com 10 contra 10. Nos acréscimos, Malcom teve ótima chance, após cruzamento de Martinelli, mas acabou cabeceando para fora.

Mais notícias


Publicidade