Aguarde...

esportes

Vôlei Ribeirão corre contra o tempo para se manter na Superliga

Equipe de Ribeirão Preto precisa pagar taxa de inscrição no torneio até a próxima quinta (23), mas a falta de patrocinadores deixou a situação embaraçada

| ACidadeON/Ribeirao

Cavalo Ace está na Superliga desde 2019 (Foto: Divulgação / Redes Sociais)
 
O Vôlei Ribeirão não vive dias fáceis. Impactada pela pandemia do novo coronavírus, a equipe da Cava do Bosque tem até a próxima quinta-feira (23) para pagar a sua inscrição na Superliga 2020/2021, cujo início ainda não foi definido. Contudo, dificuldades financeiras podem afetar a permanência de Ribeirão Preto na elite do vôlei nacional.  

Em entrevista ao portal ACidade ON, o técnico do Cavalo Ace, Marcos Pacheco, revelou que todos os contratos anuais de patrocínio do time foram encerrados em 30 de abril. A equipe já havia sido obrigada a dispensar todo o elenco no mesmo mês
 
"Antes da pandemia, todo o contexto era favorável. [...] Hoje, não temos nenhum patrocinador. Antes, tínhamos três [patrocinadores], mas nenhum renovou até agora. Tínhamos, ainda, três apoiadores, mas não entramos em contato com eles por não termos aporte financeiro. Infelizmente, eles [patrocinadores] não estão renovando devido às incertezas", afirmou Pacheco.        
 
CLIQUE E LEIA MAIS NOTÍCIAS SOBRE O ESPORTE EM RIBEIRÃO PRETO
 
O prazo para o pagamento da inscrição foi acertado nesta quarta (15), após uma reunião virtual que contou com representantes dos 12 equipes classificadas à próxima edição da Superliga e a CBV (Confederação Brasileira de Vôlei), além da comissão de atletas.

Felipe Fonteneles, presidente do Vôlei Ribeirão, foi quem representou a equipe no encontro. Procurado para discutir os próximos passos do time, ele não havia respondido aos contatos do ACidade ON até o fechamento desta notícia.    
 
Temporada 
 
Com a Superliga 2019/2020 encerrada devido à pandemia, o Vôlei Ribeirão garantiu a sua melhor classificação no torneio, ficando em 9º lugar. 
 
Caso dispute a próxima temporada, o Cavalo Ace estaria na sua terceira participação na elite do vôlei brasileiro. A equipe ribeirão-pretana está na Superliga desde 2019, após ter vencido no ano anterior a segunda divisão do torneio.  
 
Além da Superliga B, o time fundado em 2017 tem na prateleira de conquistas o título da Taça Prata. 
 
LEIA MAIS NOTÍCIAS SOBRE O ESPORTE  

Sem elenco, Vôlei Ribeirão pode perder vaga na Superliga 
 
Botafogo decide a vida em São Bernardo e Osasco 
 
Comercial deve ter reforço em possível retomada da Série A3