Publicidade

Conteúdo Patrocinado

ACidade ON - Ribeirão Preto
  •  

Paisagismo tropical ostenta texturas e cores perenes

Peruano radicado em São Paulo lança mão da exuberância e da diversidade das espécies tropicais para dar personalidade a empreendimentos de alto padrão


Os biomas tropicais abrigam algumas das vegetações mais exuberantes do planeta. Essa beleza natural tem se destacado cada vez mais em projetos residenciais e comerciais no Brasil e no exterior.  

Um dos expoentes do chamado Paisagismo Tropical é o paisagista Maurício Prada, peruano radicado em São Paulo, que tem deixado sua assinatura em endereços diversificados, como as mais belas residências de Trancoso, na Bahia, e projetos de personalidade como o dos restaurante Sal Grosso, de Henrique Fogaça, e BeefBar, pilotado por Felipe Massa. 

Também são criações suas projetos residenciais dos jogadores Kaká e Ricardo Goulart. Sem falar em diversos jardins de veraneio em Angra dos Reis (RJ), Fazenda Boa Vista, em Porto Feliz (SP), Quinta da Baroneza, na região de Bragança Paulista (SP) e até nas Ilhas Grand Cayman, no Caribe. 

É sobre essa forma tropicalista de projetar o paisagismo que Prada fala na entrevista a seguir: 

Você se especializou em Paisagismo Tropical. Por que essa escolha? 

Esse tipo de paisagismo foi a minha base. Minha formação é em administração, mas quando cheguei ao Brasil logo comecei a trabalhar em um grande escritório especializado em um paisagismo mais natural e brasileiro. Aprendi muito nesse período. Entrei no mundo do paisagismo trabalhando, observando e estudando muito as plantas tropicais. Claro que a profissão exige versatilidade, mas o clima do Brasil convida justamente para o Paisagismo Tropical. 

Paisagista Mauricio Prada representa nova geração de profissionais que apostam na tropicalidade. Crédito: Divulgação/Ascen
Qual a vantagem de se trabalhar com esse tipo de vegetação? 

A diversidade de espécies tropicais é enorme e isso abre portas para uma infinidade de formas, cores e texturas que podemos aplicar nos jardins. Além disso, o clima é muito propício. Com a escolha das espécies corretas, a manutenção fica mais simples e menos dispendiosa, o jardim se torna perene, mantendo suas características ao longo de todo o ano e dando uma sensação de naturalidade. 

Por que não trabalhar com flores também? 

Eu adoro flores, mas elas duram no máximo três a quatro meses. Com o Paisagismo Tropical, temos um jardim intenso ao longo de todo o ano. E com baixa manutenção, conseguimos muita exuberância fazendo uso de palmeiras veitchia e grandes maciços de guaimbê, por exemplo. 

Projetos baseados no Paisagismo Tropical utilizam grandes maciços de plantas, que proporcionam personalidade e sensação de movimento. Crédito: Divulgação/Ascen
O paisagismo é vivo. Como fica a evolução de um jardim ao longo dos anos? 

O trabalho do paisagista não termina com a entrega do jardim. Eu faço questão de acompanhar pessoalmente a implantação de cada projeto. Vivo e participo de todos os trabalhos. E, embora isso limite a quantidade de clientes que consigo atender ao mesmo tempo, também garante um atendimento muito mais personalizado, o que inclui, por exemplo, treinar a equipe que cuidará do jardim e realizar os ajustes finais após a implantação. 

Qual a sua relação com Ribeirão Preto e com a Ascen Empreendimentos? 

Ainda não podemos divulgar detalhes, mas estamos juntos em um projeto residencial que marcará o Paisagismo Tropical no mercado de Ribeirão Preto. Nesse projeto, eu e o arquiteto Rui Spinelli tivemos total liberdade para criar o melhor ambiente para as famílias viveram o verde tropical, com grandes maciços de folhagens, permitindo que o verde "tome conta" do ambiente. 

Vida dos jardins tropicais é reforçada por composições de cores, formatos e texturas. Crédito: Divulgação/Ascen
Ascen 

Rua Joaquim Antônio Nascimento, 156 (10º andar), Jardim Canadá Ribeirão Preto/SP
Informações: (16) 3913-0300 /(16) 99619-3591
Site: https://ascen.com.br/





Publicidade