Aguarde...

ACidadeON Ribeirão Preto

Ribeirão Preto
mín. 20ºC máx. 36ºC

Lazer e Cultura

Amor em tempos de 4G

Com a ajuda da tecnologia, distância deixou de ser grande empecilho em relacionamentos; comunicação, compreensão e confiança são pilares em amor à distância

| ACidadeON/Ribeirao

Sorin e Thauana estão juntos desde 2012 e namoraram à distância por 3 anos (Foto: Arquivo pessoal)


16.782 km.  

Essa foi a distância que Thauana Alice Tavares Teoro, de Ribeirão Preto, e Sorin Biriescu, romeno que morava na Itália, enfrentaram por três anos de relacionamento até 'aposentarem as malas' na França. Mas a história deles começou em outro canto do planeta: na Índia.

Foi em uma festa de despedida de uma colega de intercâmbio, em setembro de 2012, que Thauana conheceu Sorin. Até dezembro, o casal passou todos os momentos juntos até que, em dezembro daquele ano, Thauana voltou para o Brasil e Sorin, para a Itália.  

"Em outubro já começamos a falar sobre as possibilidades pós-intercâmbio para ficarmos juntos. Como ele estava trabalhando em uma empresa internacional, que tinha uma sede no Brasil, falávamos dele vir para o país". Enquanto isso, a internet ajudou como ponte entre os dois, onde compartilhavam desde a rotina até grandes acontecimentos.

No começo de 2013 o plano foi colocado em ação, mas a barreira da língua portuguesa o impediu de conseguir uma oportunidade no país de Thauana. "Então colocamos na balança o que seria melhor, ele vir para cá e eu sustentar os dois com meu salário ou eu ir, com o emprego dele sustentando nós dois, enquanto o outro se adaptava. Com meu salário seria muito difícil, então decidimos que eu iria para lá".  

Apesar de a escolha ter sido feita em 2013, a mudança só aconteceu em 2016, já que a jovem havia iniciado uma pós-graduação no Brasil. "Decidimos que eu não ia deixar de fazer a pós, que era de dois anos. Nesse período eu consegui vir uma vez, depois de um ano e pouco separados, em 2014. E depois mais um ano e pouco, até eu mudar para Grenoble, na França, que era onde ele estava".   

Para Larissa Duarte e Caio Vianna, o ponto de encontro será Santa Barbara, nos Estados Unidos. Apesar de o casal ter se conhecido em uma festa há 9 anos, foi apenas em um jantar entre amigos em dezembro de 2017 que eles tiveram a oportunidade de conversar - e se apaixonar. "Minha amiga me chamou para jantar na casa dela e como eu tinha passado o dia todo na rua, estava desarrumada, falei 'não vai chamar ninguém, hein?'. Quando cheguei, o namorado dela falou 'meus amigos estão vindo'. Um dos amigos era o Caio", conta a psicóloga.  

Após uma noite de conversa, vieram os convites de amizade nas redes sociais, de encontros e então de namoro, em 20 de janeiro de 2018. Após o pedido, Caio trabalhou em Goiás por três meses e logo depois viajou para a Europa para visitar o irmão.  

Na volta da viagem, quando o casal comemoraria seis meses de namoro, veio a surpresa: o pedido de casamento. "Com pouco tempo de namoro ele falava que íamos casar e que eu era o amor da vida dele e eu, cética, falava 'aham, sei'. Não esperava que seria tão rápido". 

Para Caio, não teve um momento específico que o levou a pedi-la em casamento em seis meses de namoro. "Acho que é um conjunto de fatores. Carinhos do dia a dia, troca de olhares, um afeto que ela sempre demonstrou por mim que acaba levando esse sentimento de ter certeza. Cada dia que passa tinha mais certeza que queria ficar com ela para sempre", diz o engenheiro ambiental.

Na mesma noite do pedido, outra comemoração mudaria o destino do casal: Caio conseguiu uma bolsa integral para cursar um mestrado na Califórnia. "Ficamos muito felizes e tivemos de julho até o meio de setembro juntos. Desde então, ele foi e não ficamos mais de 3 meses separados. Ele voltou no final do ano, eu fui visitá-lo de março à maio e voltarei em setembro".   

Agora o casal planeja uma micro cerimônia para os pais, irmãos e avós no final do ano no Brasil e um casamento nos Estados Unidos, para onde Larissa planeja se mudar em 2020. "Desde a nossa primeira conversa, nós já tínhamos esse plano, queríamos morar fora do país e ele foi tomando forma". 

Para lidar com a distância, o casal tem a tecnologia como 'quebra-galho', usando desde aplicativos que permitem conversar por vídeo até um contador que marca os meses, dias, horas, minutos e segundos para poderem se encontrar novamente. "Eu já tive um relacionamento à distância que foi bastante tempo assim porque os dois faziam intercâmbio. Então aprendi a lidar com isso. A gente usa muito o Facetime, ajuda demais. Sempre a noite falamos pelo menos uma hora para conversar, saber como foi o dia do outro. Sem isso seria muito mais difícil", afirma Caio.

"A mãe dele vai para lá agora, chega na quinta depois do Dia dos Namorados e eu entreguei uma lembrança que ela está lhe levando. Quando estava lá, escrevi e escondi bilhetes pelo apartamento dele. São coisas que ajudam com a saudade, mas não matam nunca. É sempre paliativo", conclui Larissa.     

Caio e Larissa noivaram no aniversário de seis meses de namoro e agora planejam vida juntos nos EUA (Foto: Arquivo pessoal)

Também foi em 2017 que Paloma Demartini Carvalho, 25, e Vinícius Gomes Rosa, 26, se conheceram, em uma data não muito conhecida pelo romance. "Ele é do Rio de Janeiro e ficou na minha república durante o Carnaval. Paqueramos durante todo o feriado, mas acabamos só ficando na terça-feira". A distância física entre a jornalista e o engenheiro aumentou depois do feriado, mas eles se tornaram cada vez mais próximos. "Mantivemos contato, conversávamos todos os dias. Eu tinha um casamento para ir no Rio em junho e ele sugeriu que eu fosse uns dias antes. Tomei coragem e fui". Três meses depois, veio a oficialização do namoro.  

Há quase dois anos nessa rotina, Paloma afirma que o companheirismo e confiança são essenciais já que os encontros acabam sendo mensais. "Se fazer presente na rotina é importante. É difícil não estar presente sempre que quer, mas a gente levar tranquilamente. O namoro vai muito da construção do dia a dia, não só em datas comemorativas como o Dia dos Namorados".  

Vinícius e Paloma namoram à distância há quase 2 anos (Foto: Arquivo pessoal)

Comentários

"O site não se responsabiliza pela opinião dos autores. Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do ACidade ON. Serão vetados os comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. ACidade ON poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios deste aviso."

Facebook

Mais do ACidade ON