Aguarde...

Lazer e Cultura

Cantor Genival Lacerda morre aos 89 anos vítima da covid-19

Artista estava internado desde novembro, mas não resistiu e faleceu na manhã desta quinta (7), no Recife; ele deixa um importante legado para o forró

| ACidadeON/Ribeirao

Cantor nordestino morreu aos 89 anos de idade (Foto: Reprodução / Redes Sociais)
 
O cantor Genival Lacerda morreu na manhã desta quinta-feira (7), no Recife (PE), vítima de complicações causadas pelo novo coronavírus.  

O artista, de 89 anos, estava internado desde 30 de novembro de 2020 em um hospital particular da capital pernambucana.

O falecimento foi confirmado pelo filho de Genival, João Lacerda.  
 
CLIQUE E VEJA AS PRINCIPAIS NOTÍCIAS DO DIA

Infectado pelo coronavírus, o cantor estava em tratamento na UTI (Unidade de Terapia Intensiva). Na última segunda (4), Lacerda teve uma piora no quadro de saúde e a família chegou a iniciar uma campanha de doação de sangue para o artista.

Em maio passado, Genival precisou passar por outra internação - essa de três dias -, devido a um AVC (Acidente Vascular Cerebral).

Ícone

Considerado um dos principais nomes do forró brasileiro, Genival Lacerda trilhou uma carreira de 64 anos. O artista nasceu em Campina Grande, na Paraíba, no dia 5 de abril de 1931.

Na cidade, Genival, que também ficou conhecido como "Seu Vavá", começou a trabalhar como radialista, profissão que também o levou ao sucesso.  
 
Como músico, consagrou-se com "Severina Xique Xique", de 1975, conhecida pelo refrão "ele tá de olho é na butique dela".   

Com diversos álbuns gravados, ele também emplacou os sucessos "Radinho de pilha", "Mate o véio" e "De quem é esse jegue".  
 
No fim de 2017, o artista foi homenageado no Palácio do Planalto, ao receber a medalha da OMC (Ordem  o Mérito Cultural), condecoração feita pela Ministério da Cultura. 


Mais notícias



Mais notícias do ACidade ON