Publicidade

lazerecultura

Sala no Centro Cultural Palace recebe o nome de Elydio Antonelli Júnior

Homenagem foi prestada na tarde desta quarta-feira, 1º de dezembro, com o descerramento de placa com nome do bailarino

| ACidadeON/Ribeirao -

 

Homenagem foi oficializada nesta quarta (Foto: Prefeitura de Ribeirão Preto)
A sala multiuso do Centro Cultual Palace, na região central de Ribeirão Preto, recebeu o nome do bailarino ribeirão-pretano Elydio Antonelli Júnior, referência nacional do balé clássico, que faleceu em outubro de 2021.

A homenagem foi prestada na tarde desta quarta-feira, 1º de dezembro, com o descerramento de placa com nome do bailarino. "Quem conviveu com Elydio sabe da humildade e da dedicação dele para com o esporte e a dança. Ele deixa um legado pelos alunos que formou e pela história internacional que construiu junto à sua esposa e partner Marisol, nas competições, festivais e grandes eventos que participaram", disse o prefeito Duarte Nogueira.

Também participaram do ato a secretária da Cultura e Turismo, Isabella Pessotti, diretoras de escolas de dança de Ribeirão Preto e familiares do bailarino. "Elydio lutou uma vida inteira pela arte e conseguiu projetar a cidade de Ribeirão Preto no cenário nacional. A nomeação é uma homenagem justa a este artista que nos orgulhou em toda sua trajetória", afirma Isabella Pessoiti, secretária da Cultura e Turismo de Ribeirão Preto.  

Com 120 metros quadrados, a sala abriga a pluralidade artística e pode receber aulas de dança, música, circo e outras atividades. O local é equipado com espelhos, barras, ganchos para atividades circenses e piso com amortecimento.

"Ver o nome dele eternizado nesta sala faz muito sentido para nós, pois foi aqui a última aula que ele deu, e sempre havia uma grande entrega dele nos projetos de formação artística", declarou Marissol Gallo, viúva de Elydio. 
 
Vida na arte

Elydio e sua esposa Marisol Gallo se tornaram referência nacional no balé clássico. O casal também ganhou prêmios internacionais em países como a Rússia e participou de eventos como a abertura das Olímpiadas do Rio de Janeiro, em 2016, além de estarem presentes nos palcos dos principais festivais de dança do país.

No dia último dia 11 de outubro, Elydio faleceu em decorrência de um câncer na faringe. Aos 51 anos de idade, o professor e bailarino já lutava contra a doença nos últimos sete anos, e além de uma carreira brilhante, deixa também esposa e dois filhos. 
 
Elydio Antonelli tinha 51 a os de idade

Mais notícias


Publicidade