Aguarde...

ACidadeON Ribeirão Preto

Ribeirão Preto
mín. 20ºC máx. 36ºC

Lazer e Cultura

Porque ler Raduan Nassar...

... é entrar em contato com uma obra eterna, mas que não precisa ser hermética para encantar

| ACidade ON

Paulo Pinto / Divulgação
O escritor brasileiro de ascendência libanesa Raduan Nassar, agraciado com o mais importante prêmio literário da língua portuguesa (Foto: Paulo Pinto / Divulgação)

 

No início da semana, quando soube que era o vencedor do Prêmio Camões pelo conjunto da obra, o escritor Raduan Nassar achou graça. “Eu não entendi esse prêmio. Minha obra é um livro e meio!”, disse à imprensa.

O paulista nascido em Pindorama referia-se a sua produção modesta, que contabiliza três livros: “Lavoura Arcaica” (1975) e “Um Copo de Cólera” (1978) e o volume de contos “Menina a Caminho e Outros Textos” (1997). Mas como explicar que um sujeito que publicou tão pouco, vive recluso e é praticamente desconhecido pelo grande público tenha recebido o mais importante troféu literário da Língua Portuguesa?

“Porque a obra dele você lê em um dia, mas te acompanha a vida inteira”, responde o escritor, dramaturgo e professor Lucas Arantes.

Para Lucas, apesar de profundo, Raduan é dono de uma leitura concisa, na qual menos é mais. “Isso não requer um livro de mil páginas, mas, sim, um livro que fabrica mil páginas na cabeça do leitor a cada página”, argumenta.

Simples e complexo

Para a jornalista e professora Carmen Cagno, Raduan está longe de ser um “escritor difícil”. “A não ser para aquelas pessoas acostumadas apenas a best-sellers”, diz e emenda: “Sua escrita é limpa, direta. Fala de coisas aparentemente simples, mas profundamente complexas”.

Carmen afirma que o escritor paulista faz literatura de primeira linha, como prova o clássico “Lavoura Arcaica”, narrado “de uma forma que só os grandes autores alcançam”. “Raduan constrói uma obra sem idade, eterna. Justamente porque, através do seu enredo e seus personagens, ele se refere às grandes questões existenciais”, ressalta.

O escritor e professor Matheus Arcaro conta que ler “Um Copo de Cólera”e “Lavoura Arcaica” foi um choque, porque era como um “orgasmo estético”, tanto sob o ponto de vista da forma, quanto do conteúdo. “Além das obras propriamente, Raduan me ensinou várias coisas. Duas delas: um escritor não precisa de holofotes e não precisa escrever um monte de livros”, diz.

Confira as opiniões

‘Porque a obra dele você lê em um dia, mas te acompanha a vida inteira.Ele diz o essencial, o que precisa ser dito. Isso não requer um livro de mil páginas.’

Lucas Arantes, escritor, dramaturgo e professor

‘Raduan constrói uma obra sem idade, eterna. Justamente porque, através do seu enredo e seus personagens, ele se refere às grandes questões existenciais’

Carmen Cagno, jornalista e professora

‘Além das obras propriamente, Raduan me ensinou várias coisas. Duas delas: um escritor não precisa de holofotes e não precisa escrever um monte de livros’

Matheus Arcaro, escritor e professor

‘(Lavoura...) É um belo filme que mostra bem todo aquele drama familiar da obra. Raduan tem um texto mais complexo que exige um leitor proficiente. Esse prêmio é muito bem vindo’

Luiz Puntel, escritor e produtor

Filmes

O professor e escritor Luiz Puntel lembra que o livro “Lavoura Arcaica” (foto acima) rendeu um longa dirigido por Luiz Fernando Carvalho em 2001, com Selton Mello e Simone Spalladore nos papeis principais. “É um belo filme que mostra bem todo aquele drama familiar da obra. Raduan tem um texto mais complexo que exige um leitor proficiente. Esse prêmio é muito bem vindo”, diz. Antes, em 1999, o cineasta Aluizio Abranches dirigiu uma versão para “Um Copo de Cólera”.

Você pode ajudar o jornalismo sério

A missão do ACidade ON é fazer um jornalismo de qualidade e credibilidade. Levar informação confiável e relevante, ajudar a esclarecer e entender os fatos, sempre na busca de transformação. E o seu apoio é fundamental. Ajude-nos nessa missão para construir uma sociedade mais crítica e bem informada.

Apoie o bom jornalismo.

Já é assinante? Faça seu login.

Comentários

"O site não se responsabiliza pela opinião dos autores. Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do ACidade ON. Serão vetados os comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. ACidade ON poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios deste aviso."

Cadastrados

Nome (obrigatório)
Email (obrigatório)
Comentário (obrigatório)
0 comentários

Mais do ACidade ON