Tiê faz show no Sesc Ribeirão Preto nesta sexta-feira (19)

Cantora apresenta 'Gaya', seu quarto e mais pessoal álbum

    • ACidadeON/Ribeirao
    • Da reportagem
Jorge Bispo / Divulgação
Tiê - A cantora e compositora apresenta seu último disco em Ribeirão Preto (foto: Jorge Bispo / Divulgação)

 

Aos 37 anos, a paulistana Tiê é umas das cantoras mais ouvidas da nova MPB. Não por acaso o show que ela apresenta hoje à noite, no Sesc Ribeirão, está com ingressos esgotados. Sua música de maior repercussão, “A Noite” – versão de canção italiana que tornou-se tema do casal protagonista da novela global “I Love Paraisópolis” (2015) - trouxe a Tiê uma ampliação de público inesperada. ”Foi uma surpresa muito bem-vinda, um divisor de águas”, contou ela em entrevista por telefone ao A Cidade.

Em “uma versão mais madura de si”, Tiê apresenta repertório de seu quarto disco, “Gaya”, com o qual pretende criar uma conexão maior com seu público. “A produção foi longa e boa demais, o que me deixa muito satisfeita. Eu acho que foi um disco feito com o coração e eu fico muito feliz com o resultado, porque eu acho que consegui transmitir tudo aquilo que eu queria”, diz.

O álbum traz músicas compostas por Tiê para sua avó, que faleceu em 2017 (leia mais em texto abaixo), e para sua filha, Amora. São canções que mostram a sensibilidade de um luto, amor e cuidado. “Eu queria passar força, coragem, o fato de respeitarmos os nossos limites, aceitar quem somos e entendermos julgamentos, críticas, lidarmos com a culpa... mas principalmente nos aceitar”, explica a artista.

Como diferencial em relação a álbuns anteriores, “Gaya” traz melodias com batidas eletrônicas que as tornam mais dançantes. Ainda assim, o conjunto forma um autorretrato musical. “Todos eles [seus discos] têm esse tom de contar minhas histórias e faço do jeito mais literal possível. O ‘Gaya’ é um disco intenso, que apesar de ter essa coisa do luto, do feminismo, tem mais uma coisa do ‘pra cima’”, descreve Tiê.

“Mexeu comigo”, um dos singles, tem letra retratando um coração partido. “O clipe eu decidi fazer apenas com uma equipe de mulheres, pois quis juntar força feminina, uma coisa muito ligada com a água, que tem a ver com o nome do disco [na mitologia grega, Gaya é uma deusa que personifica o planeta Terra]. Na época, minha avó tinha falecido havia pouco tempo, então eu estava muito abalada, vivendo e entendendo esse luto.” (Bruna Zanatto, sob supervisão de Silvia Pereira

Avó pioneira foi inspiração

A avó de Tiê foi ninguém menos que Vida Alves, atriz memorável que encenou o primeiro beijo da TV brasileira. A música que Tiê compôs para ela começou a ser produzida quando a avó já estava no hospital, e foi finalizada após sua morte, aos 88 anos. “Minha avó me inspirou muito. Ela sempre me ensinou muitas coisas, me apoiou, me deu o toque, me questionou... Sempre foi uma grande apoiadora do meu trabalho”, conta a artista. “Eu acho que faz parte do compositor isso, compor os sentimentos, transformá-los em música. Então eu fico feliz que eu tenha conseguido produzir uma música pra ela”.

Serviço

Tiê apresenta o disco ‘Gaya’

QUANDO: sexta-feira (19), 20h30.

ONDE: Sesc Ribeirão ( Rua Tibiriçá, 50 – Centro)

Ingressos esgotados

INF.: (16) 3977-4477


0 Comentário(s)

Seja o primeiro a comentar.