Publicidade

lazerecultura

Voepass de Ribeirão Preto vende a MAP Linhas Aéreas para a Gol

Segundo a assessoria da Voepass, antiga Passaredo, venda não vai afetar o número de rotas e voos oferecidos atualmente

| ACidadeON/Ribeirao -

(Foto: Edu Costa/divulgação)
  
Os controladores da Voepass, de Ribeirão Preto, anunciaram a formalização de um contrato de compra e venda da empresa MAP Linhas Aéreas, tendo como compradora a GOL. A negociação envolve 26 slots no Aeroporto de Congonhas. O fechamento do negócio está sujeito a condições precedentes, inclusive aprovação do CADE e da ANAC. 

Segundo a assessoria da Voepass, antiga Passaredo, a MAP possui atualmente uma frota de sete aeronaves dos modelos ATR 72 e ATR 42, atendendo a 11 destinos na região Norte do Brasil, além de 26 slots para definição de malha estratégica a partir do Aeroporto de Congonhas, em São Paulo. "Todos os voos em operação atualmente serão mantidos sem qualquer alteração como malha da própria Voepass", informou a empresa. 

"Para a Voepass, a venda da MAP é estratégica e representa um movimento de redução de seu endividamento, melhora na gestão do caixa e permitirá, no médio prazo, sua recuperação econômica", seguiu a empresa, através de nota. O valor da transação não foi divulgado.

"Nosso planejamento em 2019 indicava uma forte recuperação da Voepass a partir do primeiro semestre de 2020. Contudo, com a pandemia todas as expectativas foram frustradas, passamos a lutar pela sobrevivência da companhia, atravessando a pior crise da história da aviação mundial. Agora, com a venda da MAP, geraremos no médio prazo um cenário mais equilibrado de caixa e também da nossa operação aérea", ressalta José Luiz Felício Filho, Diretor Presidente da empresa. 

"A Voepass reitera que ficam mantidas, sem qualquer alteração, todas as operações aéreas realizadas na Região Norte, e que mantém seu planejamento de expansão nesta localidade do Brasil trabalhando na identificação dos gargalos de infraestrutura juntamente à SAC e à ANAC para que possa expandir os destinos atendidos nos estados do Pará, Amazonas, Acre e Rondônia", finalizou a companhia aérea de Ribeirão Preto, por meio de nota.

Mais notícias


Publicidade