Aguarde...

ACidadeON Ribeirão Preto

Ribeirão Preto
mín. 20ºC máx. 36ºC

onlist

Come-Fogo é um dos atrativos de Ribeirão Preto

Tradicional clássico da cidade foi disputado pela última vez em 2014

| ACidade ON

Luís Augusto/Agência Botafogo
Come-Fogo nas categorias de base (Foto: Luís Augusto/Agência Botafogo)

 

Nas arquibancadas dos estádios de Ribeirão Preto, a paixão tem dois nomes: Botafogo Futebol Clube e Comercial Futebol Clube.

Não à toa, um dos grandes atrativos da cidade, que completa 160 anos no dia 19 de junho, é o clássico Come-Fogo. O dérbi agita a cidade desde 1920, mas ganhou esse nome em
1954, quando o confronto foi batizado pelo jornalista esportivo Lúcio Mendes.

E o Come-Fogo tem até fama internacional: em 2015, o craque camaronês Samuel Eto'o disputou um Come-Fogo festivo – jogou 50 minutos pelo Pantera (marcou dois gols) e 40 minutos
pelo Leão (marcou um gol). No entanto, este clássico festivo não entra para as estatísticas do confronto entre os dois rivais de Ribeirão.

E como todo bom clássico, não falta rivalidade. Por isso, ACidade ON separou três jogos que o botafoguense não esquece e também três partidas que não saem da memória dos torcedores botafoguenses e também dos comercialinos.

COME-FOGO INESQUECÍVEL PARA A TORCIDA DO BOTAFOGO

1) Botafogo 3 x 2 Comercial
Data: 11 de outubro de 1970
O clássico foi válido pela terceira rodada do Campeonato Paulista daquele ano, mas com a vitória o Botafogo conquistou a Taça Marechal Castelo Branco. O jogador Marco Antônio também estreava pelo Botafogo nesta partida e marcou um dos gols da equipe.

FICHA TÉCNICA
Torneio: Campeonato Paulista (1ª divisão)
Local: Estádio Santa Cruz
Botafogo: Geninho; Mineiro, Zé Carlos, Calegari, Carlucci e Cunha (Mota); Paulinho, Nato, Jackson (Carlos Augusto), Marco Antônio e Carlinhos Técnico: José Agnelli
Comercial: Paschoalin; Luiz Celso, Jair, Polli e Maurício; Maranhão e Sudaco (Zé Augusto); Tonho, Santa Cruz, Zé Augusto (Taquito) e Taduche (Luizão) Técnico: Amaro Viana
Gols: Marco Antônio aos 6 e Nato aos 34 minutos do primeiro tempo e Calegari aos 40 minutos do segundo tempo marcaram para o Botafogo; Zé Augusto aos 7 minutos do primeiro tempo
e Taquito aos 30 minutos do segundo tempo para o Comercial
Arbitragem: Oscar Scolfaro
Cartões: Marco Antônio e Jair (Comercial) foram expulsos
Público e renda: 4.675 pessoas (489 menores) para uma renda de Cr$ 20.933

2) Botafogo 1 x 0 Comercial
Data: 1º de maio de 1977
Esta partida ficou marcada pela quebra do recorde de público na época e também pelo ato do técnico Alfredo Sampaio, do Comercial, que abandonou o gramado nos minutos finais ao ver que a equipe comercialina seria mesmo derrotada pelo rival.

FICHA TÉCNICA
Torneio: Campeonato Paulista (1ª divisão)
Local: Estádio Santa Cruz
Botafogo: Aguilera; Wilson Campos, Nei, Manoel e Mineiro; Mário e Lorico; Zé Mário e Sócrates; Arlindo e João Carlos Motoca (Osmarzinho) Técnico: Jorge Vieira
Comercial: Lula; Laudemir, Edmar, Leonardo e Léo; Wágner (Tim) e Carlos Hansen; Zuza, Vander, Ziquita e Tião (Mário) Técnico: Alfredo Sampaio
Gol: Lorico aos 39 minutos do primeiro tempo
Arbitragem: José Favilli Neto
Cartões: Léo e Leonardo (Comercial) e Arlindo (Botafogo) foram expulsos
Público e renda: 31.369 pessoas para uma renda de Cr$ 580.430

3) Botafogo 1 x 0 Comercial
Data: 8 de março de 2014
Os botafoguenses ainda se lembravam da derrota para o Leão dois anos antes, quando Elionar Bombinha teve uma atuação destacada. Mas Marcelo Macedo anotou o gol do Pantera que ajudou a equipe a vencer o rival e se aproximar ainda mais da classificação para a próxima fase, além de também se classificar para a Série D do Brasileiro.

FICHA TÉCNICA
Torneio: Campeonato Paulista – Série A1
Local: Estádio Santa Cruz
Botafogo: Gilvan; Daniel Borges, Lima, César Gaúcho e Giovanni (Augusto Ramos); Gilmak, Hudson, Leandro (William Xavier) e Wellington Bruno; Mike, e Marcelo Macedo (Diogo)
Técnico: Wagner Lopes
Comercial: Marcelo Henrique; Graffite, Luiz Eduardo, Edimar e Wilian Simões; Xaves, Levi Silva (Cassiano Bodini), Elivelton e Marcone (Roger); Marcelo Toscano e Leandrinho
(Rodrigo Jesus) Técnico: Vagner Benazzi
Gol: Marcelo Macedo aos 13 minutos do primeiro tempo
Arbitragem: Guilherme Ceretta de Lima
Cartões: Daniel Borges, Lima, Giovanni, Mike e Hudson (Botafogo-SP); Edimar e Marcone (Comercial)
Público e renda: Não divulgados

Milena Aurea / A Cidade
Come-Fogo comemorativo, com participação de Samuel Eto'o (foto: Milena Aurea / A Cidade)

 

COME-FOGO INESQUECÍVEL PARA A TORCIDA DO COMERCIAL

1) Botafogo 1 x 1 Comercial
Data: 16 de outubro de 1977
Depois de vencer o primeiro jogo em casa, o Comercial empatou a segunda partida e se classificou para a disputa do Campeonato Brasileiro do ano seguinte. O Botafogo também entrou no Brasileiro, mas na condição de convidado.

FICHA TÉCNICA
Torneio: Seletiva do Campeonato Brasileiro
Local: Estádio Santa Cruz
Botafogo: Leonetti; Wilson Campos, Ney, Paulo e Manoel; Mário (João Carlos Motoca), Osmarzinho e Zito; Sócrates, Zé Mario e Marciano (Arlindo) Técnico: Milton Bueno (Tiri)
Comercial: Lula; Marco Antônio, Leonardo, Wágner e Léo (Rostain); Maurício, Pedro Omar e Carlos Hansen; Jader; Celso Orlandin (Gilberto) e Luiz Alberto (Vander) Técnico: Alfredo
Sampaio
Gols: Sócrates aos 20 minutos do primeiro tempo para o Botafogo e Jader aos 14 minutos do segundo tempo para o Comercial
Arbitragem: Romualdo Arppi Filho
Cartões: Nenhum
Público e renda: 17.253 pessoas (1.720 menores) para uma renda de Cr$ 463.250

2) Comercial 1 x 0 Botafogo
Data: 15 de maio de 2005
Com esta derrota, o Botafogo foi rebaixado pelo rival para a terceira divisão do Campeonato Paulista. Por outro lado, a vitória levou o Comercial ao quadrangular decisivo da segunda divisão, mas o Bafo não conseguiu subir para a primeira divisão no ano seguinte.

FICHA TÉCNICA
Torneio: Campeonato Paulista – Série A2
Local: Estádio Santa Cruz
Botafogo: Marcão; Eduardo Arroz (Augusto), Cris, Ademir e Jérson (Michel); Júnior, Douglas Ricardo, Clayton, Fabiano Sousa; Rafael Alves (Marcelo Lemos e Dinei Técnico: Pinho
Comercial: Alexandre Villa; Émerson, (André), Wéscley, Rodrigão e Moreira; Gabriel, Giuliano (Elizeu) e Léo Dias; Márcio Luiz, Douglas Richard (Cardoso) e Gil Técnico: Nenê
Belarmino
Gol: Léo Dias, aos 15 minutos do primeiro tempo
Arbitragem: Sílvia Regina de Oliveira
Cartões: Márcio Luiz (Comercial) foi expulso
Público e renda: 4.238 pagantes para uma renda de R$ 34.290

3) Comercial 2 x 1 Botafogo
Data: 28 de janeiro de 2012
No primeiro ano que o Comercial voltou à primeira divisão, a equipe alvinegra venceu o rival tricolor em pleno Santa Cruz. O atacante Elionar Bombinha (que hoje atua pelo Rio Preto, de São José do Rio Preto) teve uma atuação destacada neste jogo, quando marcou os dois gols.

FICHA TÉCNICA
Torneio: Campeonato Paulista – Série A1
Local: Estádio Santa Cruz
Botafogo: Márcio; Raul, Cris, Gustavo Bastos e Paulinho; Gil Baiano, Tiago Ulisses, Alex (Léo Gonçalves) e Camilo; Luiz Ricardo (André Dias) e Talles Cunha (Lucas Dantas)
Técnico: Lori Sandri
Comercial: Alex; Sidny, Fabão, Rafael Tavares e Rossato (Jordã); Vágner, Jonílson, Carlos Magno e Romerito (Jaílton); Henan (Thiago Galhardo) e Elionar Bombinha Técnico: Márcio
Fernandes
Gols: Alex (Botafogo) aos 14 minutos do primeiro tempo e Elionar Bombinha (Comercial) aos 40 minutos do primeiro tempo e 35 minutos do segundo tempo
Arbitragem: Marcelo Aparecido Ribeiro de Souza
Cartões: Nenhum
Público e renda: 8.191 pagantes para uma renda de R$ 162.601

NÚMEROS DO COME-FOGO*
Total geral de clássicos: 167
Vitórias do Botafogo: 61
Empates: 57
Vitórias do Comercial: 49
Gols do Botafogo: 212
Gols do Comercial: 208
Maior vitória do Botafogo: 5 a 0 em 1955
Maior vitória do Comercial: 8 a 0 em 1918
Maior invencibilidade do Botafogo: 13 de novembro de 1966 a 6 de fevereiro de 1972, 17 jogos
Maior invencibilidade do Comercial: 1º de agosto de 1920 a 25 de outubro de 1931, 12 jogos
Maior artilheiro do Botafogo: Geraldão, 8 gols
Maior artilheiro do Comercial: Paulo Bin e Jair Bala, 7 gols
Gol mais rápido: Jairzinho, a 1 minuto do primeiro tempo, no dia 27 de fevereiro de 1967
Jogador que mais atuou pelo Botafogo: Manoel, 30 jogos
Jogadores que mais atuaram pelo Comercial: Piter e Paulo Bin, 23 jogos
Maior público no Estádio Santa Cruz: 36.369 (Botafogo 1 x 0 Comercial, 1º de maio de 1977)
Maior público no Estádio Palma Travassos: 27.144 (Comercial 0 x 0 Botafogo, 17 de julho de 1978)
Primeira partida: Comercial 8 x 0 Botafogo, em 4 de agosto de 1920, no Estádio da Rua Tibiriçá
Última partida: Comercial 3 x 0 Botafogo, 6 de setembro de 2014, no Estádio Palma Travassos

* Números até 2014
Fontes: Site Comefogo.net e livro "Come-Fogo: Tradição e rivalidade no interior do Brasil", escrito pelo jornalista Igor Ramos
 

Comentários

"O site não se responsabiliza pela opinião dos autores. Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do ACidade ON. Serão vetados os comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. ACidade ON poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios deste aviso."

Cadastrados

Nome (obrigatório)
Email (obrigatório)
Comentário (obrigatório)
0 comentários

Veja também