Atenção na hora de contratar cursos de qualificação

No primeiro semestre deste ano, foram registradas 4.040 reclamações contra cursos livres e Procon-SP faz alerta

    • ACidade ON
    • ACidade ON
Divulgação / Pixabay
Cursos são alternativa para melhorar o currículo, mas é importante visitar local antes de fechar contrato de curso (Foto: Divulgação / Pixabay)

 

Com a alta no desemprego e a concorrência no mercado de trabalho, os cursos de qualificação são alternativas na busca pelo emprego. Mas é preciso cuidado.

No primeiro semestre deste ano, foram registradas 4.040 reclamações contra cursos livres no Procon-SP. Os principais problemas apresentados são relacionados a contrato: promessas não cumpridas por parte destas escolas levam o consumidor a ter dificuldades em cancelar o serviço. Veja aqui os dados.

O mercado oferece várias opções, como cursos preparatórios para concursos públicos, cursos de línguas, informática, desenho e fotografia, entre outros. Apesar de não existir legislação específica que regulamente estes cursos, como qualquer atividade de prestação de serviços, eles devem seguir às regras do Código de Defesa do Consumidor (CDC).

Segundo o Procon-SP, antes da contratação é importante visitar o local do curso, conversar com outros alunos e, se possível, fazer uma aula teste antes de efetuar a matrícula. “Consultar o cadastro de reclamações do Procon e as redes sociais para verificar se existe reclamações contra a escola em questão também devem ser providências a serem tomadas nesta fase”, orienta o órgão.

Os cursos que prometem emprego certo após sua conclusão merecem especial atenção, “pois as escolas não têm como garantir a colocação do aluno no mercado de trabalho.” Assim como as que oferecem cursos gratuitos e só cobram o material: caso o contratante fique desconte com o curso encontrará dificuldades para devolver o material e reaver o dinheiro pago.

Confira as cindo dicas do Procon para não cair em armadilhas:

- Visite o local do curso, verifique se as instalações são apropriadas e converse com outros alunos e, se possível, faça uma aula teste antes de efetuar a matrícula;

- Busque referências do curso pretendido. Consulte o cadastro de reclamações fundamentadas do Procon e também as redes sociais e sites especializados em reclamações;

- Cuidado com escolas que oferecem cursos gratuitos e só cobram o material. Além de pagar valores altos, caso você fique descontente com o curso, encontrará dificuldade para devolver o material e reaver o dinheiro;

- Cuidado com cursos que prometem emprego certo após sua conclusão, pois as escolas não têm como garantir a colocação do aluno no mercado de trabalho.

- Os cursos profissionalizantes e os que devem expedir o certificado de conclusão com habilitação (curso de enfermagem, segurança etc.) devem obrigatoriamente estar inscritos e registrados no órgão competente.


0 Comentário(s)

Seja o primeiro a comentar.