Aguarde...

Política

Sem TV e rádio, candidatos de Ribeirão miram redes sociais

Quatro políticos que disputam à Prefeitura de Ribeirão Preto não participam da propaganda eleitoral; O jeito e gastar sola de sapato e usar a internet

| ACidadeON/Ribeirao

Imagem: Divulgação
 
Em Ribeirão Preto, três candidatos a prefeito ficaram sem tempo de televisão e rádio. Isso acontece porque os partidos não atingiram a cláusula de desempenho nas eleições de 2018. Um quarto candidato, que não está aparecendo na propaganda, já que ainda briga na Justiça Eleitoral pelo direito de concorrer.  


As estratégias
 
Com 6% na preferência dos eleitores de Ribeirão Preto na pesquisa de intenção de votos Ibope/EPTV, Luís Henrique Usai (PRTB), aposta na campanha corpo a corpo e nas redes sociais para ser lembrado pelo eleitorado.  

Ele é adepto da estratégia dos três "S". "Saliva, suor e sapato. Isso está funcionando com todos que nos têm apoiado", disse o candidato, que ainda almeja o apoio do presidente Jair Bolsonaro (sem partido).  

Já Emilson Roveri (Rede), que não pontuou na primeira pesquisa eleitoral para Prefeito de Ribeirão Preto, tem foco total nas redes sociais. "As mídias sociais são muito fortes. Além disso, vamos fazer lives com nossos apoiadores no Facebook e, também, com aqueles que não são apoiadores", declarou.  

Roveri acredita que ainda é perigoso fazer campanha corpo a corpo na rua, por causa da pandemia do novo coronavírus (covid-19). O engenheiro lembra que faz parte do grupo de risco para a doença.  

O candidato Gérsio Baptista (PMN), que não foi citado por eleitores na pesquisa, quer driblar a falta de tempo na TV e no rádio com o dinheiro prometido pelo partido. "Vou gravar jingles e esperar esse dinheiro para comprar espaços em horário nobre na TV", disse.  

O candidato ainda afirma que vai receber material de campanha na quarta-feira (14), para dar início na campanha na rua. Ele espera que os eleitores tenham facilidade de memorizar seu nome de urna. 


Caso na Justiça
 
Já Rodrigo Junqueira (PSL) aparece em uma situação diferente. Seu partido, o PSL enfrenta um racha entre os membros na cidade. Uma ala aprovou a coligação com o MDB, e compõe a chapa de Cris Bezerra ao ter indicado o Capitão Del Vecchio como vice. Além disso, esse grupo conseguiu na Justiça Eleitoral o direito de herdar o tempo do partido.  

No entanto, Rodrigo recorre para ser o candidato do partido. Ele diz que tem gravado vídeos nas redes sociais e visitado apoiadores. "Estamos confiantes que estamos recuperando esse tempo perdido na TV e no rádio", disse. Na pesquisa, ele apareceu com 1% na intenção de votos.  


Tempo de TV
 
O candidato a reeleição em Ribeirão Preto, Duarte Nogueira (PSDB), tem o maior tempo no rádio e na TV, com mais de três minutos na propaganda eleitoral, além de contar com 954 inserções na programação de TV e rádio.  

Em seguida aparece Cris Bezerra (MDB), com mais de dois minutos e 760 inserções. Suely Vilela (PSB), também conta com mais de dois minutos e 609 inserções na programação, Antônio Alberto Machado (PT), tem um pouco mais de um minuto na propaganda eleitoral e 333 inserções.  

Além deles, Fernando Chiarelli (Patriota) tem 18 segundos por propaganda e 90 inserções. Vanderley Caixe (PC do B) e Mauro Inácio (PSOL) têm cada um com 19 segundos na propaganda eleitoral e 96 inserções cada.   
 

Onze candidatos disputam a prefeitura de Ribeirão Preto (Montagem: ACidade ON)


Leia mais:  
ON Explica: Saiba a diferença entre votos nulos e brancos  

Nogueira tem maior tempo na TV e no rádio; Chiarelli dá a largada

Mais do ACidade ON