Aguarde...

Política

Na região de Ribeirão, Bolsonaro fala em voltar á normalidade

Durante coletiva sobre biogás, realizada na cidade de Guariba, Bolsonaro usou a camisa do XV de Piracicaba

| ACidadeON/Ribeirao

Presidente Bolsonaro ao centro, com a mão no peito (Foto: Divulgação)
 
Ao lado do ministro estadual de Minas e Energia, Bento Albuquerque, Jair Bolsonaro (Sem Partido) participou nesta sexta-feira (16) da cerimônia de inauguração da nova planta de Biogás da Raízen, na cidade de Guariba, a 50 quilômetros de Ribeirão Preto.  

Para Bolsonaro, que usou a camisa do time do XV de Piracicaba durante a coletiva, o projeto representa "uma nova etapa para o setor". "Aqui nós temos a materialização e representação da capacidade do nosso País [...]. Mesmo em um momento como esse, nossa economia tem reagido bem e, se Deus quiser, em pouco tempo voltaremos à normalidade", reforçou.  

O presidente comentou em seu pronunciamento, minutos depois de apresentar a placa oficial da unidade ao público, sobre o desejo das autoridades em retomar a potência das exportações e os pontos que podem levar o Brasil a se tornar uma grande nação nos próximos anos.  
Os principais, ainda de acordo com ele, são "as maravilhas oferecidas pelo turismo e a biodiversidade".   
 
LEIA MAIS
Bolsonaro desembarca em Ribeirão e segue para evento na região

Nesta terceira visitar a região de Ribeirão Preto, Bolsonaro também esteve acompanhado do chefe da Casa Civil, Braga Neto, e do ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles.  

Juntos, eles desembarcaram sem máscaras e em comitiva no aeroporto Leite Lopes e seguiram para o município vizinho em um helicóptero. As outras duas passagens do presidente pelo interior foram na Agrishow e na Festa do peão de Barretos, ambas em 2019.
 
Pronunciamento do presidente Jair Bolsonaro foi coma camisa do XV (Foto: reprodução)

A Usina  

Inaugurada nesta sexta-feira (16), a usina de Biogás vai aproveitar a torta de filtro e vinhaça, subprodutos da cana gerados no processo de fabricação do açúcar e do etanol, até virar matéria prima para o biogás.  

O projeto de R$ 153 milhões começou a ser feito dois anos atrás e tem capacidade para a próxima safra produzir 138 mil megawats de potência por ano.  

Essa quantidade é suficiente para abastecer uma cidade do tamanho de Araraquara. Com EPTV.



Mais notícias



Mais notícias do ACidade ON