Aguarde...

Política

Câmara aprova extinção do cargo de cozinheiro em Ribeirão

Prefeitura de Ribeirão Preto vai terceirizar a contratação de cozinheiros para rede pública de ensino

| ACidadeON/Ribeirao

Câmara de Ribeirão Preto realizou sessão extraordinária, nesta quarta (13) (Foto: Aline Pereira/Câmara Ribeirão)
 
A Câmara de Ribeirão Preto aprovou em sessão extraordinária, na tarde desta quarta-feira (13), projeto do Governo Duarte Nogueira (PSDB) que extingue o cargo de cozinheiro na administração municipal. Essa foi a primeira sessão na nova legislatura - o legislativo permanece em recesso parlamentar até o início de fevereiro.  

LEIA MAIS - Prefeitura terceiriza mão de obra para suprir déficit de cozinheiros  

O projeto passou em segunda discussão com 14 votos favoráveis, ante 7 contrários - o presidente da Mesa Diretora, Alessandro Maraca (MDB), não é obrigado a votar.  

De acordo com o projeto da prefeitura, o município conta atualmente com 500 cargos de cozinheiros, contudo 103 estão vagos. A administração pretende terceirizar a contratação desses profissionais, para retomada das aulas presenciais nas escolas da rede municipal.  

O governo justifica que a terceirização é necessária por não ter tempo para realizar concurso público para o preenchimento de vagas. Os cozinheiros que já têm contrato com a prefeitura permanecem em suas funções e as vagas serão extintas quando eles se aposentarem.  

Veja como votaram os vereadores:  

SIM
André Rodini (Novo), Elizeu Rocha (PP), Gláucia Berenice (DEM), Igor Oliveira (MDB), Brando Veiga (REP), Isaac Antunes (PL), Franco (PRTB), Bertinho Scandiuzzi (PSDB), Marcos Papa (CD), Matheus Moreno (MDB), Maurílio Vila Abranches (PSDB), Maurício Gasparini (PSDB), Paulo Modas (PSL) e Renato Zucoloto (PP).  

NÃO
Jean Corauci (PSB), Coletivo Judeti Zilli (PT), Lincoln Fernandes (PDT), Luís França (PSB), Duda Hidalgo (PT), Ramon Todas Vozes (PSOL) e Zerbinato (PSB).


Mais notícias



Mais notícias do ACidade ON