Aguarde...

Política

Bombeiros advertem Câmara de Ribeirão por irregularidades

Multa por falta de AVCB pode chegar a R$ 290 mil; Câmara de Ribeirão Preto tem até agosto para regularizar a situação

| ACidadeON/Ribeirao

(Foto: Marcelo Fontes / ACidade ON)
 
Após inspeção realizada na última semana, o Corpo de Bombeiros aplicou uma advertência para Câmara de Ribeirão Preto, em razão de irregularidades constatadas no antigo prédio do Legislativo, onde fica o plenário. 

LEIA MAIS - Câmara: Multa por falta de AVCB pode chegar a R$ 290 mil
 
A fiscalização foi realizada no dia 10 de fevereiro. A solicitação da visita técnica foi do próprio presidente da Mesa Diretora da Câmara, Alessandro Maraca (MDB). O agente responsável pela fiscalização considerou que a situação do imóvel é irregular e deu prazo até 6 de agosto de 2021 para regularização da situação.  

O Corpo de Bombeiros aponta que o prédio da Câmara se enquadra em três infrações graves, como a falta de uma porta corta-fogo no corredor, a falta de uma saída de emergência no plenário, além de ter considerado que o material do qual é feito o piso, escadas, rampas e divisórias pode ser incendiado.  

Também foram apontadas outras três infrações médias, como a falta de atualização do projeto técnico, inoperância do sistema de hidrantes e da iluminação de emergência.  

Por fim, o técnico que realizou a fiscalização constatou uma infração leve, que são as falhas na saída de emergência do prédio (por falta de corrimãos, por exemplo).  

Na advertência, os Bombeiros informaram que a Câmara é responsável pela correção das irregularidades. Caso a situação não esteja regularizada até agosto, a corporação poderá abrir um processo infracional, resultando em multa - a penalidade pode chegar a R$ 290 mil.  

Outro lado
 
De acordo com a assessoria do presidente da Mesa Diretora, Alessandro Maraca, a compra da porta corta-fogo já está sendo orçada pelo Legislativo e os outros itens apontados pelos Bombeiros serão adequados com a reforma do prédio.  

Após a advertência, a Câmara tem o prazo de 30 dias para fazer a defesa.  

LEIA MAIS - Câmara de Ribeirão Preto não tem AVCB; Maraca quer reforma



Mais notícias



Mais notícias do ACidade ON