Aguarde...

Política

Após 5 anos, AME de Ribeirão Preto começa a ser construído

Promessa de campanha em 2016, obra de R$ 35 milhões terá início nesta segunda-feira

| ACidadeON/Ribeirao

Novo AME de Ribeirão Preto (Imagem: Ilustração)

A Prefeitura de Ribeirão Preto anunciou que vai dar início a construção do AME (Ambulatório Médico de Especialidades) na segunda-feira (5). A obra deve durar dois anos.

O prédio vai abrigar um centro de especialidades médicas que vai atender a Ribeirão e região, além de um setor específico de saúde dos idosos. O AME foi uma promessa feita pelo prefeito Duarte Nogueira (PSDB) na campanha eleitoral de 2016.

Segundo a promessa inicial, o AME do Idoso entraria em funcionamento em 2017. No entanto, se o prazo atual da obra for respeitado, ele deve ser inaugurado em 2023.

A Prefeitura fica responsável pela construção do prédio e o Governo de São Paulo depois assume, equipando e contratando os profissionais.

"Iremos acompanhar, durante a obra, todos os detalhes técnicos que exige um complexo hospitalar desse tamanho. E daqui a dois anos será inaugurada e o governo do Estado assumirá a gestão do hospital por meio de uma Organização Social", disse Nogueira, por meio da assessoria.

O secretário da Saúde do Estado de São Paulo Jean Gorinchteyn, esteve na reunião virtual para a assinatura do início da obra.

"Ribeirão Preto é cidade satélite dos outros 26 municípios, portanto, ter um AME Mais Regional e de Idoso, com a possibilidade de inserir na sociedade a estrutura que ele oferecerá , será fundamental para garantir que essa população, principalmente os idosos, tenha qualidade de vida", afirmou Gorinchteyn.
 
 
Estrutura 

O AME Mais e do Idoso será construído em um terreno com mais de 17 mil m², localizado entre a avenida Monteiro Lobato e a rua Visconde de Inhomirim, na Vila Virgínia. Com mais de 8 mil m², o prédio contará com instalações hospitalares e atenderá, aproximadamente, 1,5 milhão de pessoas de Ribeirão Preto e região.

O hospital atenderá 26 especialidades médicas, desde a primeira consulta, diagnóstico, tratamento e cirurgias, se necessário, e realizará mais de 4,6 mil consultas médicas e não médicas por semana, 200 cirurgias ambulatoriais e 22 mil exames por mês.

O prédio terá 24 consultórios, 22 salas de exames, três centros cirúrgicos, 23 salas de apoio e será equipado com aparelhos médicos para a realização de mais de 30 tipos de exames, dos mais simples aos mais complexos, com alta tecnologia e rapidez.

A empresa vencedora da licitação foi a OTT Construções e Incorporações Ltda., com valor de R$ 35.335.000,00.


Mais notícias



Mais notícias do ACidade ON