Aguarde...

Política

Prefeitura diz que tomará medidas legais para extinguir Daerp

Nesta quinta-feira (29), o prefeito Duarte Nogueira anunciou que sancionou a reforma administrativa, que cria secretaria

| ACidadeON/Ribeirao

Palácio Rio Branco, sede do Executivo de Ribeirão Preto (Foto: Arquivo / ACidade ON)
 
Em meio à disputa jurídica sobre a extinção do Daerp (Departamento de Águas e Esgoto de Ribeirão Preto), a prefeitura informou nesta quinta-feira (29) que tomará as medidas legais para continuar o processo de municipalização dos serviços de saneamento. 

CLIQUE AQUI E LEIA MAIS NOTÍCIAS SOBRE POLÍTICA
 
O processo de extinção da autarquia, após a criação da secretaria de Águas e Esgoto, foi paralisado, já que a Justiça considerou que houve vícios na tramitação da votação do projeto, que tem o objetivo de encerrar a autarquia no fim de 2021 e substitui-la pela secretaria - leia mais aqui.  

Após marco regulatório
 

O governo afirma que a opção se deu a partir do marco regulatório do saneamento básico, aprovado pelo Congresso Nacional no ano passado. A alternativa seria transformar o Daerp em empresa de capital misto, o que foi descartado.  

Sindicato é contra
 
O sindicato dos Servidores Municipais é contra a mudança, já que afirma que a medida diminuiria o número de servidores contratados por processo seletivo e que impactaria negativamente no caixa do IPM (Instituto de Previdência dos Municipiários).  

'No fim do jogo'
 
O prefeito Duarte Nogueira (PSDB) anunciou nas redes sociais que sancionou o projeto de lei complementar que faz a reforma administrativa. A medida reestrutura todas as funções da prefeitura, incluindo as secretarias.  

A lei foi necessária, pois o TJ-SP (Tribunal de Justiça de São Paulo) considerou inconstitucional diversas leis que criavam funções no setor público, incluindo o cargo de diretores de escola. O prazo para regularizar a situação vence nesta sexta-feira (30).  

Para próxima
 
A Câmara de Ribeirão Preto adiou por uma sessão a votação de duas leis que regulamentam a reforma administrativa. As propostas para reorganização da estrutura administrativa da Guarda Municipal e da Fundação Pedro II estavam na pauta desta quinta-feira (29). Além desses, outros quatro projetos também precisam ser analisados pelo Legislativo.  

Segundo a prefeitura, embora os projetos sejam necessários, eles não têm prazo para serem votados.  

Prorrogado
 
Nesta quinta-feira, os vereadores aprovaram em definitivo a prorrogação do prazo para regularização de imóveis na cidade. A data vencia nesta sexta-feira e foi estendida até 31 de dezembro de 2021 - clique aqui e saiba mais.


Mais notícias



Mais notícias do ACidade ON