Publicidade

politica

Grupo publica carta 'Grito Pelos Animais' em Ribeirão Preto

Integrantes de movimentos de proteção animal cobram políticas públicas da Prefeitura e da Câmara de Ribeirão Preto

| ACidadeON/Ribeirao -

Em maio, cães foram resgatados dentro de um buraco em Ribeirão Preto (Imagem: Guarda Civil de Ribeirão Preto)
 
Um grupo de integrantes de movimentos de proteção aos animais em Ribeirão Preto divulgou, nesta quinta-feira (14), uma carta com reinvindicações para o prefeito Duarte Nogueira (PSDB) e os 22 vereadores da Câmara Municipal.  

LEIA MAIS - Autor de maus-tratos a animais terá que pagar tratamento em Ribeirão  

Nesta quinta-feira, o manifesto chamado "Grito Pelos Animais", pretende ler a carta no plenário da Câmara. A carta tem o objetivo de discutir políticas públicas para a causa animal na cidade, de acordo com a jornalista e protetora Cris Dias.  

"O grupo vai levar o nosso grito sobre a ausência de políticas públicas em Ribeirão Preto", afirma Cris Dias. De acordo com ela, o Executivo e o Legislativo precisam trabalhar em conformidade com a sociedade.  

Além disso, a jornalista defende a criação de um Plano Municipal de Bem-Estar animal, no qual as organizações de proteção animal possam participar do processo.  

Na carta aberta à população, o grupo faz diversas críticas na maneira em que as políticas de proteção de cães e gatos é realizada em Ribeirão Preto.  

"Cães e gatos sofrendo, procriando, doentes, atropelados, envenenados, espancados e abandonados diariamente pelas ruas da cidade", afirma o grupo na carta, que também alerta para situação de cavalos, bovinos, suínos e caprinos no município.  

"Nunca houve um programa efetivo de controle populacional de cães e gatos nesta cidade e o atual governo, há 5 anos, não promove nenhuma ação educativa, de controle populacional e fiscalização em relação aos animais domésticos", pontua o documento.  

Outro lado  

Por meio de nota, a prefeitura respondeu as críticas realizadas pelo grupo. Em comunicado, a administração municipal informou que os programas de monitoramento de gatos e a castração de animais aguarda a reposição do médico veterinário.  

Isso porque, a administração afirma que o profissional responsável pelo serviço se aposentou e a convocação de um novo veterinário está em fase de chamamento.  

A prefeitura ainda afirma que os serviços veterinários prestados são direcionados, prioridade, aos animais tutelados pelo próprio município e para aqueles são recolhidos nas vias públicas em situação de abandono e maus-tratos.  

O município ainda disse na nota que as adoções de animais nas dependências da Coordenadoria de Bem-Estar Animal continuaram de segunda-feira a sexta-feira, das 8h às 10h30 e das 13h às 16h, mesmo durante as fases mais restritivas do Plano São Paulo. 
 
A prefeitura ainda informou que a cidade foi contemplada para receber o programa Meu Pet, para a construção de um Hospital Público Veterinário, que deve começar a ser construído em 2021.
 
Grupo pretende ler carta-manifesto na Câmara Foto: Aline Pereira/Câmara de Ribeirão)


Mais notícias


Publicidade