ACidadeON Ribeirão Preto

Ribeirão Preto
mín. 20ºC máx. 36ºC

Politica

Wagner Rodrigues perde presidência do Sindicato dos Servidores de Ribeirão

Investigado pela Sevandija, ele foi afastado definitivamente pela diretoria, que nomeou o vice Laerte Carlos Augusto

| ACidadeON/Ribeirao

Mastrangelo Reino / A Cidade - 16.ago.2016
Wagner Rodrigues é suspeito de planejar propina referente a honorários advocatícios no sindicato (Foto: Mastrangelo Reino / A Cidade - 16.ago.2016)

 

Em comunicado público, a direção do Sindicato dos Servidores Municipais de Ribeirão Preto informou nesta quarta-feira (7) que Wagner Rodrigues, presidente que estava temporariamente afastado – em razão, inclusive, de ter sido candidato a prefeito pelo PCdoB – foi retirado definitivamente do cargo. Laerte Carlos Augusto, servidor da secretaria municipal da infraestrutura, presidente interino, foi efetivado no cargo.

Na nota, a instituição afirmou que “desde a deflagração da operação que investiga o ex-presidente, diversas medidas foram tomadas no intuito de agilizar os processos de apuração de irregularidades, garantindo uma relação de transparência com a sociedade, proteção dos interesses da categoria e colaboração com as autoridades”.

Perfil do novo presidente
Augusto é ribeirão-pretano de nascimento e servidor público municipal há mais de 25 anos. Casado, pai de três filhos e também avô, tem extensa experiência de liderança sindical, tendo participado de inúmeras atividades intersindicais, comandado diversas lutas e negociações salariais da categoria, inclusive a nível nacional, além de inúmeras participações em congressos estaduais com temas voltados ao serviço público.

Ele exerceu diversas atribuições junto ao Sindicato, onde mais recentemente ocupou a vice-presidência. “Ribeirão Preto vive problemas que o país em geral vive: a imensa burocracia, o desemprego, a economia em recessão, a dificuldade de se oferecer os serviços públicos que a sociedade precisa e merece. Mas, para infelicidade dos ribeirão-pretanos e dos servidores públicos municipais, além dos problemas comuns, Ribeirão se deparou com problemas adicionais. Problemas e desvios de conduta que só podem ser superados com a união de todos e sem procrastinações”, declarou.

“Juntos somos maiores que a crise”, adicionou disse o novo representante da categoria, que possui mais de 11 mil trabalhadores, com mais de 95% de filiados ao sindicato.

Comentários

Cadastrados

Nome (obrigatório)
Email (obrigatório)
Comentário (obrigatório)
1 comentários
  • aristides marchetti filho
    08/12/2016 05:42:31
    Perde aquilo que nunca lhe pertenceu. O caráter é um exemplo.

Veja também