Aguarde...

Política

Vice-prefeito de Ribeirão Preto sobe o tom e chama munícipe para briga

Carlos Cezar Barbosa (PPS) discutiu com alguns servidores nas redes sociais

| ACidadeON/Ribeirao

Reprodução

 

A desgastada relação entre o governo do prefeito Duarte Nogueira (PSDB) e os servidores públicos municipais ganhou um novo capítulo, anteontem.

Ao publicar um desabafo no Facebook, após ter sido hostilizado por grevistas, o vice-prefeito Carlos Cezar Barbosa (PPS) discutiu com alguns servidores e chegou chamar um munícipe para a briga.

“Estou na Semas no horário de trabalho funcional e lá tem um espaço externo excelente para acerto pessoal de contas. É só ligar e marcar”, postou o vice-prefeito, após algumas provocações (veja acima). As postagens foram deletadas horas depois.

Questionado pelo A Cidade, Carlos Cezar pediu “desculpas” às pessoas que acessaram seu perfil por ter “perdido a paciência”.

“Esse senhor há tempos vem me provocando e até mesmo tentando me intimidar, após eu haver negado pedido de cargo comissionado para sua mulher, que prestou serviços na Prefeitura como contratada da Atmosphera. Retirei as publicações da minha página para não ampliar ainda mais a animosidade que começava a atingir outras pessoas e jamais considerei o embate físico como solução para qualquer tipo de problema”, disse.

A reportagem não conseguiu contato com o pivô da discussão ontem. Para o consultor político Helder de Carvalho, “do ponto de vista político, foi um deslize à postura e ao decoro esperado de um homem público” e “do ponto de vista da comunicação política foi um erro causado pelo despreparo”. 

Análise - ‘Comunicação não é o que você diz, é o que os outros entendem’

Para o consultor político Helder de Carvalho, a comunicação política através das redes sociais é muito importante e não pode ser tratada de maneira amadora. “É preciso que o político tenha extremo cuidado na gestão dos relacionamentos através do Facebook, não só pelo que é dito, mas pelo poder de visualização e viralização das discussões, pela impossibilidade de ‘retirar o que foi dito’, uma vez que o conteúdo é público e pode ser copiado facilmente. A inabilidade no uso das redes sociais pode ser bastante prejudicial. O enfrentamento eleva a temperatura da discussão, muitas vezes deixando frases soltas que podem ser utilizadas de maneira inoportuna, levando pessoas - até apoiadores do político - a se sentirem ofendidas”.

Outro lado - ‘Profissional cortês’

Para o vice-prefeito, o caso está encerrado. “Muitas vezes para defender a causa pública exageramos no verbo e todos sabem que pessoas de bem, com vergonha na cara, não gostam de ouvir desaforos”. “Minha postagem foi muito positiva para levar as pessoas à reflexão a respeito da postura de um sindicato que vive frequentando as páginas policiais estar tentando encurralar um governo recém-iniciado, que herdou problemas enormes, e que tem se desdobrado para colocar o município em ordem e conseguir honrar o pagamento dos servidores”

Mais do ACidade ON