Advogado Paulo Caldo é novo presidente do PSD em Ribeirão Preto

Indicação foi definida em reunião com Gilberto Kassab, presidente licenciado do partido, e o coordenador estadual, João Aprá

    • ACidadeON/Ribeirao
    • Rita Magalhães
Divulgação
Paulo Caldo (à direita) é o novo presidente do PSD em Ribeirão Preto (foto: Divulgação)

 

Depois de quase um ano esfacelado pela Operação Sevandija e de ver na cadeia seus dois principais representantes – a ex-prefeita Dárcy Vera e o ex-presidente do diretório local Marco Antonio dos Santos –, o PSD Municipal ganha um novo presidente: o advogado Paulo Roberto Caldo, 70 anos.

Confirmado ontem (11) em reunião com Gilberto Kassab, presidente nacional licenciado do partido, e com o coordenador estadual, João Francisco Aprá, na sede da legenda em São Paulo, Caldo assume com incumbência de tirar o partido das cinzas e da mira da Justiça.

Além de Dárcy e Marco, outros cinco integrantes do PSD respondem a processo por associação criminosa e corrupção. Único vereador do PSD que conseguiu ser reeleito para a legislatura 2017-2020, Waldyr Villela acaba de ser afastado do cargo por determinação da Justiça. Acusado de associação criminosa, corrupção passiva e ativa, peculato, exercício ilegal da medicina e uso de documento falso, o vereador está também com o pagamento suspenso e teve cinco comissionados exonerados.

Para arejar e trazer novos rostos para o partido, Caldo solicitou ao diretório nacional o desligamento dos cerca de 1.700 filiados no município. A proposta, segundo Gilberto Kassab, presidente nacional licenciado do PSD, já foi aceita. “Queremos começar do zero. O Caldo é o filiado número 1”, disse Kassab.

Caldo afirma que os desfiliados não estão impedidos de fazer novo credenciamento. “Só é preciso que estejam alinhados com a nova filosofia e mentalidade do partido.”

Segundo o atual ministro da Ciência e Tecnologia, Caldo foi escolhido para a presidência do PSD local porque tem “credibilidade, honra e envergadura moral” para presidir o partido.
Tanto Kassab quanto Caldo se esquivaram de avaliar a conduta política de ex-prefeita Dárcy Vera. “Ela se desfiliou do PSD no início das investigações”, disse Kassab. “E se Marco Antonio ainda não tinha se descredenciado está agora, porque não há mais nenhum filiado.”
 


0 Comentário(s)

Seja o primeiro a comentar.