Advogado denuncia sumiço de documentos do PSD de Ribeirão Preto

Marco Antonio dos Santos presidiu partido até outubro de 2016; atual responsável é Paulo Caldo

    • ACidadeON/Ribeirao
    • Marcelo Fontes
Mastrangelo Reino / A Cidade
Marco Antonio dos Santos presidiu partido até outubro de 2016 (Foto: Mastrangelo Reino / A Cidade)

 

O advogado Paulo Caldo, que assumiu o diretório de Ribeirão Preto do PSD há dois meses, ainda não conseguiu acesso a documentos importantes do partido. Ele, inclusive, encaminhou uma petição para a Justiça Eleitoral explicando a situação.

Caldo não tem acesso nem a sede do partido, localizada na rua Lafaiete 1.619, na Vila Seixas, região central da cidade. “Não sei de quem é o prédio, se é alugado, se há um contrato para o uso do espaço”, explicou o advogado.

LEIA TAMBÉM
Advogado Paulo Caldo é novo presidente do PSD em Ribeirão Preto

Outro ponto ressaltado pelo presidente do PSD é que as contas da legenda referentes ao exercício de 2016 não foram apresentadas pelo ex-presidente Marco Antonio do Santos - preso desde março pela Operação Sevandija.

“Na semana que vem vou ao Gaeco e a Polícia Federal tentar levantar mais informações. Talvez documentos do partido possam estar apreendidos”, disse. “Não sei nem em quais locais estão às atas de assembleias. Preciso de tudo isso para dar seguimento ao partido”, finalizou o advogado.

Outro lado

A coluna procurou o advogado de Marco Antonio dos Santos, Flaviano Oliveira, mas ele não atendeu as ligações. Santos deixou a presidência e o PSD em 14 de outubro de 2016, 45 dias após o início da Sevandija.

Dárcy era pilar

A ex-prefeita Dárcy Vera, também presa na Operação Sevandija, comandou a ‘debandada’ do DEM, em 2011, na criação do PSD. A legenda foi idealizada por Gilberto Kassab, atual ministro da Ciência e Tecnologia, considerado padrinho político de Dárcy.

Foi o próprio Kassab que convidou Paulo Caldo a assumir o PSD após a queda da cúpula do partido devido a Operação Sevandija. Dárcy Vera pediu desfiliação do PSD no dia 23 de março de 2017.

PSD e Ricardo Silva em ‘namoro’

O ‘namoro’ entre o ex-vereador Ricardo Silva (PDT) e o PSD, para uma troca de partido, avançou um pouco mais. Ricardo, segundo colocado na disputa para prefeito de Ribeirão Preto em 2016, esteve no início da semana em São Paulo com o ministro de Ciência e Tecnologia, Gilberto Kassab.

Oficialmente, o pedetista afirma que não tomou nenhuma decisão, mas nos bastidores o nome dele é dado como certo no PSD. “Foi uma conversa para investimentos em Ribeirão Preto. Estou tentando trazer o programa Cidades Digitais”, disse Ricardo.


0 Comentário(s)

Seja o primeiro a comentar.