Aguarde...

ACidadeON Ribeirão Preto

Ribeirão Preto
mín. 20ºC máx. 36ºC

Política

Três dias após ser libertada por habeas corpus, Pandolfo segue presa

Decisão do ministro Celso de Mello, do STF deferido na sexta-feira, ainda não foi cumprido

| ACidadeON/Ribeirao

Weber Sian / A Cidade
Maria Lúcia Pandolfo está presa desde maio deste ano em Tremembé

 

Três dias após ser beneficiada com um habeas corpus deferido pelo Supremo Tribunal Federal (STF), Maria Lúcia Pandolfo, ex-funcionária da Coderp (Companhia de Desenvolvimento Econômico de Ribeirão Preto) segue presa na Penitenciária Feminina de Sant’Ana, em São Paulo.

LEIA MAIS
STF concede liberdade a Maria Lucia Pandolfo, ex-funcionária da Coderp

A decisão do ministro do STF Celso de Mello, deferida na tarde da última sexta-feira (20), ainda não foi cumprida, segundo a Secretaria de Administração Penitenciária (SAP), porque até o momento a direção da penitenciária não recebeu nenhuma ordem judicial para a soltura da presa.

Pandolfo está presa desde maio deste ano, por suspeita de ser a operadora responsável pelo controle de pessoas indicadas por vereadores de Ribeirão Preto à empresa Atmosphera, dentro de um esquema de compra de apoio para a base aliada da ex-prefeita Dárcy Vera.

A ex-funcionária da Coderp pode ser solta a qualquer momento.

QUER CONTINUAR LENDO ESTE CONTEÚDO E MUITOS OUTROS? FAÇA SEU LOGIN OU CADASTRE-SE

Informe seu e-mail e senha cadastrados para ter acesso a todo conteúdo do site:

ainda não tem cadastro?
QUER LER ESSE CONTEÚDO? CADASTRE-SE

Informe seu Nome, E-mail e senha para se cadastrar no Acidade ON

Quero ser informado sobre promoções e ofertas do Acidade ON e seus parceiros
Aceito os Termos de Uso do Acidade ON

Comentários

"O site não se responsabiliza pela opinião dos autores. Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do ACidade ON. Serão vetados os comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. ACidade ON poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios deste aviso."

Cadastrados

Nome (obrigatório)
Email (obrigatório)
Comentário (obrigatório)
0 comentários

Veja também