Aguarde...

Política

Isaac Antunes é o vereador que mais gastou com carro em 2017

Vereadores de Ribeirão Preto são obrigados a colocar adesivo de identificação na porta dos veículos usados pelos gabinetes. A lei está em vigor desde março de 2017

| ACidadeON/Ribeirao

 

 

 

 

Na sexta-feira, a reportagem do A Cidade flagrou o carro que está sendo usado pelo vereador Isaac Antunes sem o adesivo obrigatório na porta (foto: Matheus Urenha / A Cidade)

De acordo com dados do portal transparência da Câmara, o vereador Isaac Antunes (PR) foi o que mais gastou com manutenção e combustível para usar o carro oficial ao longo do ano passado. O gasto dele foi de R$ 10.684. Em seguida aparece Lincoln Fernandes (PDT), com R$ 9.967 (veja na página 11 o quadro com todos os gastos).  

 

Dos carros vistoriados pela reportagem, o único que está sem o adesivo obrigatório na porta é o que vem sendo utilizado por Isaac. As planilhas de uso do carro ainda apontaram que o vereador Nelson das Placas (PDT) se adequou apenas em setembro, seis meses depois de a lei entrar em vigor.  

A lei que obriga a identificação dos carros foi aprovada em março de 2017 e é de autoria dos vereadores Renato Zucoloto (PP), Boni (Rede), Adauto Marmita (PR) e Luciano Mega (PDT).

Outro lado  

No caso do vereador Isaac, os gastos com manutenção foram os maiores entre todos os gabinetes: R$ 6.647. De acordo com o parlamentar, os buracos de Ribeirão Preto são os principais culpados. "Peguei um carro que estava com problema na suspensão por causa da buraqueira da cidade. Meu gabinete usa o carro com responsabilidade e com cuidado", justificou Isaac.

Sobre a falta do adesivo obrigatório na porta do carro, Isaac informou que está com um carro provisório. "Uma pessoa bateu no carro do meu gabinete e o seguro dela vai arrumar. Mas enquanto não fica pronto, estou utilizando outro veículo de forma provisória", explicou.  

Lincoln, segundo que mais gastou, disse que herdou um carro mal conservado. "Peguei um carro destruído no ano passado. Fomos arrumando ele aos poucos. O ideal é olhar o gasto com manutenção a partir de 2018. Meus assessores cuidam do carro. Posso garantir", explicou o vereador.    

LEIA MAIS: Planilhas apontam que carros oficiais da Câmara buscam vereadores em casa

 

 

 

 

 

 

 

 

Vereadores não sentem falta do carro oficial

Desde o início da atual legislatura, em 2017, três vereadores abriram mão do uso do veículo oficial: Boni (Rede), Renato Zucoloto (PP) e Luciano Mega (PDT). Ao longo do ano passado, outros dois parlamentares também abdicaram do carro: Paulinho Pereira (PPS) e Jorge Parada (PT). Todos eles dizem que conseguem se virar sem o bem público. "Meu trabalho não foi prejudicado. Em alguns casos há um ônus, como na semana passada, que paguei do meu bolso viagem em agenda oficial. Mas não vejo prejuízo no trabalho de parlamentar", disse Zucoloto. "Uso sempre meu veículo particular, inclusive em viagens. Creio que não há necessidade de um carro por gabinete. A Câmara poderia ter uns cinco ou seis carros à disposição dos vereadores para uso de acordo com a necessidade", opinou Boni. "Eu saía de casa, em Bonfim, com o meu carro, e já ia atender os munícipes. Não critico quem usa, mas pra mim não faz falta", apontou Paulinho. "Vejo algum prejuízo para o trabalho dos assessores do gabinete. Mas eu mesmo já não usava o carro oficial fazia muito tempo", disse Parada, que está na Câmara há 20 anos. 

Dois carros batidos encostados  

Na última sexta-feira (16), A Cidade flagrou dois carros oficiais da Câmara batidos e encostados nos fundos do estacionamento do prédio do Legislativo. De acordo com o coordenador administrativo da Casa de Leis, Jonatas Silva e Souza, um dos carros estava cedido pela Câmara à Justiça Eleitoral e vai ser consertado após o pagamento da franquia do seguro. O segundo é do gabinete do vereador Maurício Gasparini (PSDB) e terá conserto sob responsabilidade do próprio parlamentar. 

Igor diz orientar para o uso correto dos carros 

O presidente da Câmara, Igor Oliveira (MDB), diz acompanhar a situação de todos os carros que pertencem ao Legislativo e afirmou que cobra dos colegas de parlamento o uso correto dos veículos oficiais disponíveis para os gabinetes.  

 

 

 

 

A Cidade flagrou dois carros oficiais da Câmara batidos e encostados nos fundos do estacionamento do prédio do Legislativo (foto: Matheus Urenha / A Cidade)

 

 

 

 

 

 


Mais notícias



Mais notícias do ACidade ON