Aguarde...

ACidadeON Ribeirão Preto

Ribeirão Preto
mín. 20ºC máx. 36ºC

Eleições

Vice acusa gabinete do prefeito de pedir doações para campanha da mulher

Em mensagem pelo WhatsApp, Carlos Cézar Barbosa acusa prefeito de Ribeirão de uso da máquina pública

| ACidadeON/Ribeirao

 

A candidata a deputada federal pelo PSDB, Samanta Duarte Nogueira, mulher do prefeito Duarte Nogueira (PSDB), durante bandeiraço no Centro

 

O vice-prefeito de Ribeirão Preto e secretário municipal de Assistência Social, Carlos Cezar Barbosa (PPS) divulgou uma carta aberta a integrantes de cargos de confiança, indicados por ele, onde acusa o gabinete do prefeito Duarte Nogueira (PSDB) de uso da máquina pública, por supostamente estar pedindo doações financeiras a ocupantes de cargos em comissão para serem utilizadas para fortalecer a campanha a deputada federal de Samanta Duarte Nogueira. Samanta é mulher do prefeito de Ribeirão Preto. 

"Eu não sou político, estou político e, por isso, não compactuo com esse tipo de situação, porque acho que vai na contramão daquilo que nós queremos dos políticos e da política brasileira", afirmou Barbosa.  

O vice-prefeito, também promotor de Justiça, não participou da suposta reunião e enviou a mensagem quando após ter tomado conhecimento do alegado evento. Ele termina a nota informando que "não compactuo com essa iniciativa que traduzo como uso da máquina pública em favor da candidata apoiada pelo prefeito".  

Em nota, a administração municipal informou o seguinte: "A Prefeitura esclarece que o gabinete do prefeito não solicitou doações a nenhum servidor da administração municipal". O documento foi divulgado às 23h30.

O que diz a carta  

"Prezados companheiros de Semas [Secretaria de Assistência Municipal de Assistência Social], tive notícia de que o gabinete do prefeito teria pedido doações aos ocupantes de cargos de confiança para a campanha de Samanta [Duarte Nogueira] a deputada federal [pelo PSDB]", destaca um trecho do documento a que o A Cidade teve acesso e que enviado por Barbosa pelo aplicativo de mensagens, WhatsApp.  

Nesta terça, às 22h45, o vice-prefeito de Ribeirão confirmou a autoria da carta. "Eu encaminhei um whatsapp a todos aqueles que nomeei em cargos de comissão, de que ninguém, estaria obrigado a fazer esse tipo de contribuição, até porque, na minha secretaria, quem foi nomeado foi por meritocracia e não por favor. Então, de fato, eu mandei, sim, para todos aqueles que eu nomeei em cargos de comissão para a secretaria [de Assistência Social]", disse.  

Para Barbosa, apesar de dizer que não é promotor eleitoral, o suposto pedido de doações pode ser enquadrado em uma figura proibida na legislação eleitoral, que é o abuso do poder político. "Isso, eventualmente, pode configurar [abuso de poder político], dependendo da interpretação de quem encara a situação", afirmou.  

Ele disse que ainda não tem qualquer encontro com o prefeito Duarte Nogueira sobre o assunto, mas disse que "isso não está fora de cogitação".

Comentários

"O site não se responsabiliza pela opinião dos autores. Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do ACidade ON. Serão vetados os comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. ACidade ON poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios deste aviso."

Facebook

Mais do ACidade ON