Aguarde...

ACidadeON Ribeirão Preto

Ribeirão Preto
mín. 20ºC máx. 36ºC

Eleições

Suely Vilela (PSB)

Coligação: PSB, PTB, PV, PSC e PPS

| ACidadeON/Ribeirao

Suely Vilela é candidata a deputada estadual pelo PSB (Foto: Weber Sian/ A Cidade)
 O ACidade ON está publicando uma série com entrevistas com os candidatos a deputado com base eleitoral em Ribeirão Preto. Confira as propostas de Suely Vilela (PSB), que busca vaga na Assembleia Legislativa de São Paulo (Alesp).

Candidato a deputado estadual
Nome: Suely Vilela
Partido: PSB
Idade: 64 anos
Profissão: Professora

ACIDADE ON - Se for eleito deputado estadual, qual o principal objetivo da senhora?
SUELY VILELA - Vou trabalhar em três áreas: Combate a Corrupção, Ciência Tecnologia e Inovação e, prioritariamente, em Educação de qualidade. A nossa causa principal é a educação em tempo integral para retirar as nossas crianças e adolescentes da rua, da droga e da criminalidade, tornar a escola mais atraente, associando ensino, esporte e cultura e, acabar com o analfabetismo funcional. Vamos lutar por mais investimentos na educação básica, acabar com a progressão automática, valorizar os professores e resgatar a escola pública de qualidade. Quero que a Educação seja entendida como a ferramenta estratégica para o desenvolvimento social.

Qual o primeiro projeto que a senhora pretende aprovar?
Quero conhecer as lideranças, estabelecer um canal de diálogo e conquistar a confiança dos colegas parlamentares. Em seguida, vou planejar e definir qual a melhor estratégia a ser adotada visando à construção do projeto que será apresentado. Quero destacar a importância de um trabalho conjunto visando à conscientização de que a Educação é o melhor caminho a percorrer para o desenvolvimento d São Paulo. É a base, o fio condutor para enfrentar o desafio de se alcançar o alto nível de qualidade de vida que a população merece. O primeiro projeto deverá ser definido em função dos temas que serão abordados nas reuniões e, provavelmente, direcionado a uma das três áreas da minha plataforma de atuação mencionada no item 1: Educação de qualidade, combate à corrupção e ciência e tecnologia. Quero ressaltar que projetos em outras áreas, como Saúde e Segurança, amplamente ligados à Educação de qualidade, merecerão, sem dúvida, meu maior empenho, para que sejam discutidos em busca das melhores soluções. Ressalto que, em minha posição como Reitora da USP, tive experiência na condução de discussões construtivas com a comunidade acadêmica, que resultou em ações importantes para a Instituição.

A Assembleia Legislativa de São Paulo (ALESP) tem ao menos 19 comissões permanentes dos mais variados temas. Se eleito, quais comissões o senhor pretende participar?
Primeiramente, vou conhecer em detalhes cada uma das comissões da ALESP para identificar em quais posso efetivamente contribuir para o seu melhor desempenho. A princípio, e com base em minha experiência prévia com a ALESP, pretendo participar da comissão que trata da política orçamentária e da comissão de Educação e Ciência e Tecnologia. No entanto, esta definição também depende da própria estratégia da ALESP na escolha dos membros da comissão.

Se o senhor tivesse a oportunidade de conseguir recursos para Ribeirão Preto e região, para qual área destinaria o valor?
Prioritariamente, para Educação e Saúde.

Há três meses, os deputados estaduais aprovaram a PEC (Proposta de Emenda à Constituição) 5, que aumentou o teto do salário dos servidores estaduais e municipais. A medida, atualmente, está suspensa por força de liminar. Em Ribeirão Preto, a PEC causa impacto de R$ 20 milhões ao ano nas contas da prefeitura. O senhor é contra ou a favor da PEC?
Primeiramente, é importante destacar que esta proposta envolve servidores de diferentes categorias, cada qual com sua especificidade. O valor do salário dos servidores é consequência da progressão em suas carreiras, baseada no mérito, respeitando a legislação vigente. No entanto, o teto dos salários, com as bases em que foi concebido nos municípios e nos Estados, causa cortes expressivos no valor recebido por grande parte dos servidores dessas esferas. Com a PEC 5, que restabelece o teto com base em servidores de carreira, pretendeu-se corrigir a distorção da lei a que foram submetidos os servidores dos municípios e dos Estados, em geral. Não se trata, portanto, de aumento dos salários dos servidores públicos, como foi amplamente divulgado, mas sim a correção a que estes fazem jus, em razão de seus direitos. Por essa razão sou favorável à PEC 5. No caso específico de Ribeirão Preto, a situação é ainda mais desestimulante, porque os servidores deixaram de usufruir dos seus direitos devido à situação de corrupção que ocorreu nesta cidade e, mais uma vez, é a população, o trabalhador, que é punido. No entanto, concordo com a decisão de suspensão por força de liminar, porque é a única maneira de fazer com que a cidade possa se recuperar da situação atual. Vencida esta etapa, o direito deverá ser devolvido aos servidores para que possam usufruir dos efeitos da PEC 5.

QUER CONTINUAR LENDO ESTE CONTEÚDO E MUITOS OUTROS? FAÇA SEU LOGIN OU CADASTRE-SE

Informe seu e-mail e senha cadastrados para ter acesso a todo conteúdo do site:

ainda não tem cadastro?
QUER LER ESSE CONTEÚDO? CADASTRE-SE

Informe seu Nome, E-mail e senha para se cadastrar no Acidade ON

Quero ser informado sobre promoções e ofertas do Acidade ON e seus parceiros
Aceito os Termos de Uso do Acidade ON