Aguarde...

Esse ano votaremos nos

Eleições

As contradições do eleitor de Ribeirão Preto

Os dois primeiros, Nogueira (26%) e Chiarelli (17%), somam 43% das intenções de voto, mas têm 64% de rejeição (Nogueira 42% e Chiarelli 22%)

| ACidadeON/Ribeirao

Jornalista e escritor Julio Chiavenato (Foto: Weber Sian / ACidade ON)

Curiosa e "instrutiva" a primeira pesquisa Ibope-EPTV para prefeito em Ribeirão Preto. Os dois primeiros, Nogueira (26%) e Chiarelli (17%), somam 43% das intenções de voto, mas têm 64% de rejeição (Nogueira 42% e Chiarelli 22%): ambos são mais rejeitados do que aceitos. A pesquisa também avaliou a gestão de Nogueira: ótima/boa, 22%; regular, 33%; ruim/péssima, 43%. Apurou ainda que 36% dos eleitores aprovam sua administração, que é desaprovada por 59%. 

Esses números não "batem", pelo menos quanto ao prefeito. Como é possível ser reprovado por 59%, repudiado por 42% que não votariam nele de jeito nenhum, considerado ruim por 43% e ter 26% das intenções de voto, à frente de todos os concorrentes? Talvez porque os entrevistados tenham pouca informação sobre os demais candidatos. Nogueira e Chiarelli são velhas figurinhas. Os outros estão chegando agora ou nunca foram populares. 

Tudo pode mudar na próxima pesquisa. Mas o quadro atual explica-se pelo acordo "federal" entre o MDB e o DEM, que inviabilizou a candidatura de Gandini em Ribeirão Preto. Essa aliança, conduzida por Rodrigo Maia (DEM) e Baleia Rossi (MDB), tem foco na presidência da Câmara, nas próximas eleições nacionais e no enfrentamento ou apoio a Bolsonaro, além das relações com o Centrão. Isto é, os acordos entre os caciques em Brasília mudaram drasticamente o quadro eleitoral em Ribeirão Preto. É óbvio que se Gandini, um nome conhecido, estivesse na disputa a história seria outra. 

Por outro lado, os políticos que trabalharam para os "ladrões de votos" em 2018 e foram picados pela mosca azul, achando que eles os apoiariam e que um aceno do presidente, que obteve 72,27% dos votos aqui, seriam suficientes para elegê-los, tirem o cavalo das urnas...
Janaína e Mamãe Falei conquistaram 43.035 votos "estaduais" em Ribeirão Preto. Eduardo Bolsonaro e Joyce chegaram a 37.022 votos "federais". Eduardo, Janaína e Joyce são do PSL, partido fragmentado em Ribeirão Preto. Mamãe Falei destacou-se como youtuber do MBL (Movimento Brasil Livre), um dos motores do golpe contra Dilma, elegeu-se pelo DEM, que o expulsou e disputa a prefeitura de São Paulo pelo Patriota, de Chiarelli. Qual a relação ou resquício dessas votações de 2018 com a de 2020? Em quem votarão os eleitores de Janaína, Joyce, Eduardo Bolsonaro e Mamãe Falei? Esses paraquedistas de direita são frutos de um fenômeno passageiro, alavancado pelas redes sociais, ou criaram raízes em Ribeirão Preto? 
 
->  Veja o resultado da pesquisa sobre intenção de voto para prefeito de Ribeirão 
 
-> Veja o resultado da pesquisa sobre a rejeição dos candidatos a prefeito de Ribeirão



Investigar não ofende...

No dia 13-09, comentando a agressão aos fiscais que notificavam um bar que não cumpria os protocolos do isolamento, escrevi que os agressores estavam em uma mesa dos fundos, aparentemente aguardando a chegada dos funcionários. Como se noticiou que a polícia investigaria, perguntei se levaria "em conta a possibilidade de que eles poderiam saber antecipadamente que os fiscais visitariam o bar? Sendo desconhecidos no local, por que estavam lá justamente no dia e na hora exata? Se (...) sabiam da fiscalização, como souberam? (...) a ameaça do valentão que prometeu ajudar quem quisesse por pra correr os fiscais, não sugere que há, pelo menos, um grupo organizado disposto a combater o isolamento? Em caso afirmativo, esse pessoal é só amalucado ou teria relações com bandos extremistas?"
Espera-se que as investigações avancem e esclareçam os fatos, pois não é incomum grupos violentos interferirem nas campanhas eleitorais.
 

O 'honestão' 

Não há mais corrupção
contra o povo brasileiro,
pois agora um honestão
canta de galo no terreiro;
enterrar a Lava Jato!
bem viver de rachadinha,
dinheiro vivo e peculato,
para nossa patotinha!
Conhecereis a verdade,
pois o cheque do Queiroz
prova que a honestidade
é a ilusão dos bocós.  
 

Viver é perigoso

"Viver sem ler é muito perigoso; você tem que acreditar no que os outros te dizem." (Mafalda, cujo criador, Quino, morreu em 30-09-2020)
 
 
*a opinião do colunista nem sempre representa o posicionamento do ACidade ON

Mais do ACidade ON