Aguarde...
Voltar

Especial Névio Archibald

No primeiro dia de casa nova, vereador reclama de anexo da Câmara

Marcos Papa publicou vídeo nas redes sociais afirmando que prédio que custou mais de R$ 10 milhões é tenebroso e claustrofóbico

| ACidadeON/Ribeirao

 
O vereador Marcos Papa (Rede) publicou um vídeo em sua página no Facebook reclamando do novo prédio da Câmara Municipal. De acordo com ele, o local é "tenebroso e claustrofóbico". Papa começou a dar expediente no local na segunda-feira (7), mesma data da gravação do vídeo.  

O parlamentar, que fez parte da legislatura 2013-2016, afirma que foi contra a construção do prédio anexo. Papa diz que chegou a encaminhar ofícios para a Mesa Diretora na Legislatura passada, contudo, ele teria sido ignorado por ex-presidente Walter Gomes (PTB) na ocasião.  
 

"Janelinhas"
 
"Se um dia der problema no ar-condicionado, tem que sair correndo daqui", declarou o vereador, que ainda reclamou do espaço ter poucas janelas e, na avaliação dele, serem pequenas. "A Mesa Diretora da 16ª legislatura, da 15ª, sei lá eu quando engendraram esse horror, não colocou um arquiteto para ver isso?", questionou Papa. "Do ponto de vista arquitetônico, essa obra é um disparate. É horrível", afirma.  
 

O prédio
 
O prédio anexo da Câmara de Ribeirão Preto foi planejado em 2015, quando o ex-vereador Walter Gomes (PTB) era presidente da Mesa Diretora do legislativo. O prédio foi concluído ao custo de R$ 10,5 milhões. O projeto foi orçado inicialmente em R$ 6,8 milhões. Walter Gomes afirmava que "esse prédio vai atender as necessidades pelos próximos 50 anos", como publicou o A Cidade em 4 de julho de 2015.  


Leia mais:
Ao custo de R$ 10,5 milhões, vereadores devem ter gabinetes novos em agosto  
 

Idas e vindas  

Depois de idas e vindas, paralisações e continuação da obra, o projeto demorou mais de 1,5 mil dias para ser concluído. As obras foram retomadas em 2018, quando Igor Oliveira (MDB) assumiu a presidência da Mesa Diretora. Procurado pelo ACidade, Igor não quis comentar as declarações do colega Papa.


Leia mais:
Obra do anexo será concluída com a mesma empresa que a iniciou  
 

"Era para ter reclamado antes"  

O atual presidente da Mesa Diretora, Lincoln Fernandes (PDT), acredita que Marcos Papa deveria ter feito a reclamação antes, quando o projeto foi iniciado. "O Papa devia ter visto isso quando começou o projeto do anexo. O que a gente fez só foi terminar a obra. Ele fazia parte da legislatura que começou. Nós fizemos foi terminar mais barato do que o esperado. Não tem como mudar o projeto. Isso iria ocasionar mais gastos", declarou.  
 

Não se manifestou 
 
O ex-vereador Walter Gomes também foi procurado, porém, não houve retorno pelo contato feito através de seu advogado.


Você pode ajudar o jornalismo sério

A missão do ACidade ON é fazer um jornalismo de qualidade e credibilidade. Levar informação confiável e relevante, ajudar a esclarecer e entender os fatos, sempre na busca de transformação. E o seu apoio é fundamental. Ajude-nos nessa missão para construir uma sociedade mais crítica e bem informada.

Apoie o bom jornalismo.

Já é assinante? Faça seu login.

Comentários

"O site não se responsabiliza pela opinião dos autores. Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do ACidade ON. Serão vetados os comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. ACidade ON poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios deste aviso."

Facebook

Mais do ACidade ON