Aguarde...

ACidadeON

Voltar

Especial Névio Archibald

Em sessão rápida, projeto fora da pauta foi o mais comentado

Vereadores de Ribeirão Preto se animaram ao discutir projeto que ficou sem parecer da CCJ

| ACidadeON/Ribeirao

Projeto que previa publicação de agenda do vice-prefeito não foi votado, mas foi o ponto quente da sessão (Foto: Câmara Ribeirão/Divulgação)
A Câmara de Ribeirão Preto contou com uma sessão rápida na noite desta quinta-feira (17), que teve poucas discussões dos projetos em votação. A proposta que levantou o ânimo do plenário foi uma que sequer entrou em votação, já que não contava com parecer da CCJ (Comissão de Constituição e Justiça) da Casa.  

Agenda
 
A discussão mais quente da noite desta quinta foi uma proposta do vereador Rodrigo Simões (PDT), cobrando que seja obrigatória a publicação no site da prefeitura das agendas do prefeito e do vice - atualmente, apenas a agenda do prefeito Duarte Nogueira (PSDB) é publicada online.  

Contudo, Simões pediu para a CCJ não dar um parecer para o texto para que a proposta pudesse ser mais discutida pelos parlamentares. Mesmo assim, ela ainda é questionada pelos outros vereadores, não pela agenda do prefeito, mas do vice,  
Carlos Cezar Barbosa (CD).  

Cargo de expectativa
 
O vereador Jorge Parada (PT) levantou a bola de que o cargo de vice-prefeito é um "cargo de expectativa". "Como é que ele vai colocar na agenda se não for delegada uma função pelo prefeito?", questionou. Simões bateu na tecla de que o vice-prefeito conta com sala no Palácio Rio Branco e com servidores para que o auxiliem.  

De chinelo
 
O vereador Renato Zucoloto (PP) questionou a proposta, já que ele aponta que a LOM (Lei Orgânica do Município) prevê que a única função do vice-prefeito é de assumir a função em caso de afastamento do titular. "Se ele quiser ficar em casa o dia inteiro de chinelo esperando o prefeito se afastar, ele pode fazê-lo", disse Zucoloto. De acordo com ele, para a proposta de Simões ser aprovada, seria necessário mudar a lei orgânica.  

Otoniel Lima, que presidia a sessão, precisou interromper a discussão dos parlamentares, que ainda contou com a participação de Bertinho Scandiuzzi (PSDB), para tocar a pauta do dia.  

Enquanto isso...
 
A sessão desta quinta foi presidida pelo vice-presidente da Mesa Diretora, Otoniel Lima, mesmo com o presidente da Mesa, Lincoln Fernandes (PDT), no plenário. De acordo com Lincoln, ele pediu para Otoniel comandar as discussões por estar febril e com dores de garganta.  

Mas...
 
Mas, há parlamentares que vejam a medida como uma forma para negociar com os colegas de Câmara uma possível reeleição para a Mesa Diretora. "Existe uma antecipação do processo eleitoral da Mesa", comentou um vereador, que acredita que o apoio fechado pelo grupo da maioria em torno da indicação do nome de Fabiano Guimarães (DEM), não está mais tão forte quanto antes.  

Já Lincoln afirma que não vislumbra a questão no momento. "Não quero saber falar de eleição, nem da Mesa, nem do ano que vem. Tenho o meu mandato para cumprir", disse.

Você pode ajudar o jornalismo sério

A missão do ACidade ON é fazer um jornalismo de qualidade e credibilidade. Levar informação confiável e relevante, ajudar a esclarecer e entender os fatos, sempre na busca de transformação. E o seu apoio é fundamental. Ajude-nos nessa missão para construir uma sociedade mais crítica e bem informada.

Apoie o bom jornalismo.

Já é assinante? Faça seu login.

Comentários

"O site não se responsabiliza pela opinião dos autores. Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do ACidade ON. Serão vetados os comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. ACidade ON poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios deste aviso."

Facebook

Mais do ACidade ON