Aguarde...

ACidadeON

Voltar

Especial Névio Archibald

Vereadores repudiam declaração de Eduardo Bolsonaro

Na sessão da Câmara de Ribeirão Preto, parlamentares disseram torcer por cassação do filho do presidente Jair Bolsonaro

| ACidadeON/Ribeirao

Sessão desta quinta-feira (31) teve Otoniel Lima (PRB) presidindo sessão e parlamentares rebatendo fala de deputado (Foto: Murilo Badessa/EPTV)
 
Os vereadores de Ribeirão Preto repudiaram a declaração do deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL) sobre a possibilidade de o governo federal endurecer as ações em uma eventual "radicalização da esquerda".  

Em uma entrevista, o deputado sugeriu a adoção de medidas adotadas pela ditadura militar, como o AI-5 (Ato Institucional número 5). Há inclusive, parlamentares que esperam que a Câmara dos Deputados casse o mandato do filho do presidente Jair Bolsonaro (PSL).  

Leia mais:
Baleia se manifesta contra declaração de Eduardo Bolsonaro  

"Falta de inteligência"  

Ao votarem a nomeação de ruas, entre elas uma que homenageia o jornalista Saulo Gomes, que morreu na semana passada, os parlamentares levantaram a questão. Saulo Gomes foi um dos jornalistas exilados com o golpe militar de 1964.  

O vereador Luciano Mega (PDT) chamou a declaração de Eduardo Bolsonaro de "pouco inteligente". Já Jorge Parada (PT) também afirmou torcer por uma eventual cassação. "Sério risco a perder o mandato. Tomara que perca", declarou Parada, que lembrou que em Brasília, alguns deputados entraram com pedido de cassação do filho do presidente.  

Moção
 
Um dos mais exaltados com a declaração foi Maurício Gasparini (PSDB), que disse que a declaração de Eduardo Bolsonaro foi desastrosa e, por isso, afirmou que pedirá uma moção de repúdio contra o deputado federal.  

"Resgatar em pleno 2019 um movimento como esse... eu quero repudiar, com todas as minhas forças. Compro essa briga sim. Pelo meu país, pelo futuro de nossos filhos e netos", disse Gasparini. O presidente da Mesa Diretora, Lincoln Fernandes (PDT), disse que o Legislativo tomará uma postura contra a declaração.  

Convocação
 
A Câmara propôs um requerimento de urgência para a votação da convocação do secretário de Planejamento Edsom Ortega para prestar esclarecimentos sobre supostos problemas para que empresas se instalem na cidade. O pedido foi feito pelo vereador Rodrigo Simões (PDT).  

Primeiro-ministro
 
O vereador Renato Zucoloto (PP) ironizou a convocação de Ortega, o chamando de "primeiro-ministro". Os parlamentares alegam ter dificuldade em ter acesso ao secretário. Ironizando novamente a convocação, Zucoloto pediu para que o presidente da Mesa Diretora, Lincoln Fernandes, estenda um tapete vermelho para a visita.  

Otoniel presidente
 
Um dia depois de ter perdido um pedido de liminar em que pedia a suspensão da condenação de suas funções públicas, o vereador Otoniel Lima (PRB) chegou a presidir a sessão desta quinta. No final da sessão, enquanto Lincoln Fernandes articulava com outros parlamentares, Otoniel Lima conduziu a sessão em algumas votações.  

Leia mais:
TJ nega pedido de Otoniel Lima para que condenação seja suspensa  

Novela Bom Prato  

O secretário de Assistência Social Guido Desinde Filho foi ouvido pela CEE (Comissão Especial de Estudos) do Bom Prato nesta quinta. Na reunião, ele declarou que a situação da escolha de um terreno para construção da segunda unidade do restaurante popular na cidade será definida nesta sexta-feira (1º de novembro).

Você pode ajudar o jornalismo sério

A missão do ACidade ON é fazer um jornalismo de qualidade e credibilidade. Levar informação confiável e relevante, ajudar a esclarecer e entender os fatos, sempre na busca de transformação. E o seu apoio é fundamental. Ajude-nos nessa missão para construir uma sociedade mais crítica e bem informada.

Apoie o bom jornalismo.

Já é assinante? Faça seu login.

Comentários

"O site não se responsabiliza pela opinião dos autores. Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do ACidade ON. Serão vetados os comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. ACidade ON poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios deste aviso."

Facebook

Mais do ACidade ON